Imprensa livre e independente
06 de novembro de 2012, 12h41

Espanha: desemprego atinge recorde de 4,8 milhões de pessoas

Dados indicam que 1 em cada 4 trabalhadores residentes no país não tem trabalho

Dados indicam que 1 em cada 4 trabalhadores residentes no país não tem trabalho Por Esquerda.net No final do mês passado, estavam desempregados na Espanha 4.833.521 pessoas, o número mais elevado de toda a série histórica, que começou em 1996. Desde outubro de 2011, o desemprego cresceu 10,84% o que representa mais 472.595 pessoas sem emprego num ano. Historicamente, outubro é um dos meses em que mais aumenta o desemprego – marca o fim de muitas das contratações sazonais do período do verão – mas este ano foi o terceiro pior registo de sempre. Engracia Hidalgo, secretária de Estado do...

Dados indicam que 1 em cada 4 trabalhadores residentes no país não tem trabalho

Por Esquerda.net

No final do mês passado, estavam desempregados na Espanha 4.833.521 pessoas, o número mais elevado de toda a série histórica, que começou em 1996. Desde outubro de 2011, o desemprego cresceu 10,84% o que representa mais 472.595 pessoas sem emprego num ano.

Historicamente, outubro é um dos meses em que mais aumenta o desemprego – marca o fim de muitas das contratações sazonais do período do verão – mas este ano foi o terceiro pior registo de sempre.

Engracia Hidalgo, secretária de Estado do Emprego, tentou amenizar a gravidade dos números, destacando o fato de o aumento em outubro ser menor do que o registado no mesmo mês do ano passado, quando se registaram mais 134 mil novos desempregados.

Mas o certo é que o desemprego aumentou em outubro em todos os setores, exceto na construção, onde caiu ligeiramente (0,48%).

Segundo os dados citados pelo jornal espanhol El País, o desemprego nos jovens com menos de 25 anos aumentou 4,41%, em relação ao mês anterior. São mais 20.604 jovens desempregados.

Veja também:  Fórum Onze e Meia l Bernie Sanders pede anulação de julgamento de Lula

Nas diferentes comunidades do Estado Espanhol, o desemprego registrado somente diminuiu nas  Canárias, menos 993 desempregados, e em Valência, menos 867. Contudo, nas outras comunidades o desemprego subiu, especialmente na Andaluzia, com mais 32.139 desempregados, e em Castilla-La Mancha, com mais 16.791.

25% da população ativa não consegue encontrar trabalho

Estes são os números do desemprego registrado, mas se considerarmos os dado do desemprego real, indicados pelo inquérito do INE, realizado há duas semanas, sabe-se que existem em Espanha 5,7 milhões de pessoas sem trabalho.

Este nível de desemprego revela que, pela primeira vez na história, a taxa de desemprego ultrapassou os 25%, o que significa que um em cada quatro residentes em Espanha, em idade ativa, não consegue encontrar um emprego.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum