15 de maio de 2018, 21h04

Esposa de Alexandre de Moraes teria dado ‘carteirada’ para embarcar em voo

Viviane Barci de Moraes teria "escapado" do detector de metais do aeroporto Juscelino Kubitschek e, ao ser interceptada pela PF a caminho do voo, deu uma "carteirada" e embarcou normalmente, desrespeitando as normas de segurança

A advogada Viviane Barci de Moraes, esposa do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, teria, na semana passada, dado uma “carteirada” para conseguir embarcar em um voo no aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília.

A informação foi dada em primeira mão pela jornalista Sonia Racy, em sua coluna no Estadão. “Interceptada a caminho do avião, conseguiu o que nenhum réu da Lava Jato parece ter alcançado até hoje: derrotar a PF. Protegida por uma carteirada do maridão, jovem juiz da Suprema Corte, embarcou, atropelando a PF, o comandante do avião e a lei. As normas de segurança, desprezadas por quem, por dever de ofício, deveria cumpri-las, são uma exigência da aviação internacional”, escreveu a jornalista.

O texto de Racy, no entanto, não menciona o nome da advogada e do “jovem juiz da Suprema Corte”.

Na manhã desta terça-feira (14)o jornalista Claudio Tognolli, da rádio Jovem Pan, por sua vez, informou que apurou o caso e que a advogada em questão é a esposa de Alexandre de Moraes.

O casal Moraes ainda não se pronunciou sobre o assunto.