Estudo comprova: Cristiano Ronaldo é mais cai-cai que Neymar | Revista Fórum
23 de junho de 2018, 15h50

Estudo comprova: Cristiano Ronaldo é mais cai-cai que Neymar

Média de jogador de Portugal é maior que a do atacante brasileiro, aponta estudo internacional

Neymar chora. Foto: Reprodução Instagram

O polêmico lance do pênalti sofrido (ou não) contra a Costa Rica reforçou ainda mais a fama de cai-cai do atacante da Seleção Brasileira Neymar. Um estudo envolvendo os jogos realizados até a última quarta-feira (20) mostra que há mais jogadores à frente do camisa 10 do Brasil na arte do “migué”. O craque português Cristiano Ronaldo aparece entre os jogadores que mais tentam ludibriar os árbritros durante os jogos.

O estudo chamado Stop Diving apontou que o nigeriano Victor Moses é quem mais tenta enganar os juízes e bandeirinhas nos jogos. Ele tentou enganar a arbitragem em sete situações nos dois jogos disputados. Em segundo lugar, vem o maior jogador do mundo, Cristiano Ronaldo. Foram cinco simulações em dois jogos.

A terceira posição em números absolutos é do inglês Harry Kane, com quatro simulações. No entanto, é dele a maior média porque, até a divugação do levantamento, ele havia disputado apenas um jogo.

O levantamento parcial não leva em consideração o jogo do Brasil disputado na sexta-feira contra a Costa Rica. Antes da partida, Neymar tinha três simulações em um jogo.