#FÓRUMCAST
10 de julho de 2018, 20h13

Estudo da FGV mostra que, no domingo, Lula goleou Moro nas redes sociais

A discussão sobre os entraves jurídicos em torno do habeas corpus a Lula movimentou mais de 1,53 milhão de menções sobre o assunto no Twitter e, deste total, mais de 60% dos tuítes foram de apoio ao ex-presidente ou críticos ao juiz Sérgio Moro. Posicionamentos críticos à Lula representaram apenas 19% das menções

Um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgado nesta terça-feira (10) mostra que Lula “goleou” Moro nas redes sociais com relação à discussão do habeas corpus concedido ao petista e os entraves jurídicos que se sucederam no último domingo (8).

A análise registrou, entre 10h do domingo às 11h da segunda-feira (09), 1,53 milhão de menções no Twitter sobre o assunto. Deste total de menções, feitos por 336.331 perfis – que vão de cidadãos comuns, passando por páginas de partidos políticos, de veículos de imprensa até políticos, o perfil do próprio Lula e de personalidades -, cerca de 60% delas foram de apoio ao ex-presidentes ou críticas e irônicas com relação ao sistema judicial brasileiro e ao juiz Sérgio Moro. Boa parte desses tuítes destacavam a parcialidade do Judiciário em relação a Lula e a falta de legitimidade das instituições democráticas.

Leia também
Moro escorregou em casca de banana atirada por petistas, dizem ministros do STJ e do STF

Do outro lado, as postagens críticas ao ex-presidente Lula ou de apoio ao juiz Sérgio Moro representaram apenas 19,91% do total sobre o assunto. Boa parte delas veio a partir de páginas e links de veículos da imprensa comercial.

Confira no gráfico abaixo.

Gráfico: FGV DAAP

Robôs

O estudo destaca ainda que, no grupo que compartilhou postagens de apoio ao ex-presidente Lula, 8,19% das interações foram feitas por sistemas de automatização, ou seja, robôs. Os tuítes críticos ao petista e de apoio ao juiz Sérgio Moro, segundo o estudo, também contaram com a ajuda de robôs. Neste caso, 2,95% das postagens teriam sido automatizadas.