Imprensa livre e independente
20 de setembro de 2017, 15h05

Ex-assessor de Temer que foi preso mantém emprego para nora no governo

Ex-vice-governador do Distrito Federal e ex-assessor do presidente Michel Temer, Tadeu Filippelli, apesar de ter sido preso e afastado, mantém a nora no cargo que foi renovado recentemente.

Ex-vice-governador do Distrito Federal e ex-assessor do presidente Michel Temer, Tadeu Filippelli, apesar de ter sido preso e afastado, mantém a nora no cargo que foi renovado recentemente. Da Redação* O Blog da Andréia Sadi informa que o ex-vice-governador do Distrito Federal e ex-assessor do presidente Michel Temer, Tadeu Filippelli mantém uma nora empregada no governo. Nesta quarta-feira (20), o “Diário Oficial da União” traz a publicação do nome de Ericka Filippelli para exercer o cargo de diretora da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres. Ericka é casada com um filho de Filippelli. O ex-vice-governador despachava como assessor de confiança de...

Ex-vice-governador do Distrito Federal e ex-assessor do presidente Michel Temer, Tadeu Filippelli, apesar de ter sido preso e afastado, mantém a nora no cargo que foi renovado recentemente.

Da Redação*

O Blog da Andréia Sadi informa que o ex-vice-governador do Distrito Federal e ex-assessor do presidente Michel Temer, Tadeu Filippelli mantém uma nora empregada no governo. Nesta quarta-feira (20), o “Diário Oficial da União” traz a publicação do nome de Ericka Filippelli para exercer o cargo de diretora da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres.

Ericka é casada com um filho de Filippelli. O ex-vice-governador despachava como assessor de confiança de Temer até ser preso pela Polícia Federal (PF), em maio.

No mesmo dia da prisão, o presidente exonerou o aliado. Filippelli foi alvo de uma operação que investiga um esquema de corrupção na reforma do estádio Mané Garrincha, na capital federal.

Em 31 de maio, a Justiça Federal revogou a prisão de Filipelli. Ele também é personagem da delação do doleiro Lúcio Funaro, operador do PMDB.

Veja também:  Show de Elza Soares termina com gritos de #LulaLivre

Funaro disse, em delação já homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que Henrique Constanino, um dos fundadores da Gol, deu propina ao ex-vice-governador do Distrito Federal para reduzir imposto sobre o preço dos combustíveis.

Ericka foi nomeada, no ano passado, para trabalhar na Secretaria de Política para as Mulheres. Hoje, a republicação do seu nome consta no “Diário Oficial da União” porque, segundo fontes do governo, a secretaria das mulheres saiu da estrutura do Ministério da Justiça e passou a responder à Secretaria de Governo, comandada por Antonio Imbassahy.

No “Diário Oficial” desta quarta-feira há ainda a republicação de outros nomes de integrantes da Secretaria das Mulheres, como o de Fátima Pelaes, titular do órgão.

Ainda segundo fontes do governo, Ericka passou de secretária para diretora por conta da reformulação da pasta. Nesta estrutura, ela passa a ganhar cerca de R$ 12,4 mil, enquanto antes ganhava cerca de R$ 15,5 mil.

Questionado pela produtora da TV Globo Roniara Castilhos, o Palácio do Planalto afirmou que “a servidora Ericka Siqueira Nogueira Filippelli foi nomeada antes de todos os fatos com base na sua competência e conhecimento. E, até a presente data, continua desfrutando da confiança do ministro chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha”.

Veja também:  Olavo agora ataca Alexandre "Fruta" no Twitter: "Na atividade parlamentar mostra só o c*"

A assessoria de Fátima Pelaes ainda não respondeu aos questionamentos da reportagem.

*Com informações do Blog da Andréia Sadi

 Foto: José Cruz / Agência Brasil

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum