Imprensa livre e independente
08 de junho de 2019, 07h51

Ex-funcionário de Alexandre Frota diz que deputado o usou como laranja

Marcelo Ricardo Silva, que trabalhava como motorista de Alexandre Frota, afirmou em depoimento ao Ministério Público que, além de ter sido colocado como sócio de Frota em duas empresas e ter recebido via caixa 2 por serviços prestados em campanha, tinha que repassar dinheiro que caia em sua conta ao deputado federal

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Depois do famoso caso de Fabrício Queiroz, ex-motorista de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) apontado como laranja do senador, veio à tona neste sábado (8) que outro motorista teria atuado como laranja para outro parlamentar da legenda de Jair Bolsonaro. Em maio, Marcelo Ricardo Silva prestou um depoimento ao Ministério Público de São Paulo em que afirmou que era laranja do deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP), vice líder do governo na Câmara. As informações são da Folha de S. Paulo. Silva, ao MP, contou que assumiu a titularidade de duas empresas de Frota, com promessas de recompensas, e que repassava dinheiro que caia...

Depois do famoso caso de Fabrício Queiroz, ex-motorista de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) apontado como laranja do senador, veio à tona neste sábado (8) que outro motorista teria atuado como laranja para outro parlamentar da legenda de Jair Bolsonaro. Em maio, Marcelo Ricardo Silva prestou um depoimento ao Ministério Público de São Paulo em que afirmou que era laranja do deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP), vice líder do governo na Câmara. As informações são da Folha de S. Paulo.

Silva, ao MP, contou que assumiu a titularidade de duas empresas de Frota, com promessas de recompensas, e que repassava dinheiro que caia em sua conta ao deputado e sua esposa. Além disso, o ex-motorista teria ainda trabalhado na campanha do parlamentar e pago com recursos não declarados à Justiça Eleitoral.

As relações entre Frota e o motorista remontam a 2017. Daquele ano até a eleição do parlamentar, em 2018, Silva assumiu a titularidade de duas empresas do deputado com a promessa de ser compensado financeiramente por isso: a F.R. Publicidade e Atividades Artísticas e a DP Publicidade Propaganda e Eventos Ltda. A recompensa financeira, de acordo com o ex-motorista, no entanto, nunca teria acontecido.

Veja também:  Capa do Valor tem quatro generais, destaca Mário Magalhães

Ao jornal Folha de S. Paulo, Silva revelou ainda que, constantemente, recebia dinheiro de terceiros que desconhecia a origem e que era obrigado a, periodicamente, repassar os valores à esposa de Frota. Os repasses teriam chegado, segundo o ex-motorista, a R$70 mil.

“Caía na minha conta e ele passava: ‘os ingressos já foram emitidos’. Eu já sabia que era para ir no banco sacar dinheiro e transferir para a esposa dele”, disse ao jornal.

Marcelo Ricardo Silva, além dos serviços de motorista, chegou a trabalhar no gabinete de Frota na Câmara dos Deputados até fevereiro deste ano, quando foi exonerado. O deputado federal alega que o demitiu em razão de “insubordinação e condutas inadequadas”.

À Folha de S. Paulo, Frota disse que todas as relações com seu ex-funcionário foram legais e que está sendo vítima de “práticas de ameaças e extorção”. Informou ainda que entrará com uma representação criminal contra o ex-motorista.

Confira a íntegra da reportagem aqui.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum