Imprensa livre e independente
27 de outubro de 2017, 11h21

Ex-goleiro do PSG é preso em Paris após espancar a namorada

A polícia chegou ao apartamento de Douchez na madrugada e encontrou a namorada do jogador nua, ensanguentada e com o corpo cheio de hematomas

A polícia chegou ao apartamento de Douchez na madrugada e encontrou a namorada do jogador nua, ensanguentada e com o corpo cheio de hematomas Da Redação* O ex-goleiro do PSG, Nicolas Douchez, foi preso em Paris, nesta quinta-feira (26), acusado de violência doméstica contra a namorada. A informação é do jornal francês “Le Parisien”. A polícia chegou ao apartamento de Douchez na madrugada e encontrou a namorada do jogador nua, ensanguentada e com o corpo cheio de hematomas. Ela chorava muito, relataram os policiais. Douchez, por sua vez, estava visivelmente embriagado. A namorada do goleiro explicou que tudo começou na...

A polícia chegou ao apartamento de Douchez na madrugada e encontrou a namorada do jogador nua, ensanguentada e com o corpo cheio de hematomas

Da Redação*

O ex-goleiro do PSG, Nicolas Douchez, foi preso em Paris, nesta quinta-feira (26), acusado de violência doméstica contra a namorada. A informação é do jornal francês “Le Parisien”.

A polícia chegou ao apartamento de Douchez na madrugada e encontrou a namorada do jogador nua, ensanguentada e com o corpo cheio de hematomas. Ela chorava muito, relataram os policiais. Douchez, por sua vez, estava visivelmente embriagado.

A namorada do goleiro explicou que tudo começou na saída de um restaurante. Douchez ficou com ciúmes e ameaçou “quebrar a cabeça” da jovem de 28 anos.

O Lens, clube atual do goleiro de 37 anos, afirmou que não vai se pronunciar sobre o assunto porque o caso aconteceu fora do clube.

*Com informações do Extra

Foto: Instagram

 

 

Veja também:  Moro está nas mãos de Greenwald

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum