Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

20 de fevereiro de 2019, 00h35

Exclusivo: Ciro diz que Bolsonaro foi eleito por um moralismo de goela que não se sustenta

Ex-candidato a presidente Ciro Gomes diz que Bolsonaro se elegeu com discurso que não se sustenta e que cobrará resultados objetivos do governo após 100 dias de gestão

Foto: Renato Cortez

Após seminário nesta terça-feira (19) sobre a Reforma da Previdência na sede do PDT em Brasília, questionei o ex-candidato a Presidente da República, Ciro Gomes (PDT), qual sua posição sobre os primeiros 50 dias do governo de Jair Bolsonaro (PSL). “Cansei de dizer que o Bolsonaro era uma pessoa absolutamente despreparada”, disparou Ciro.

“Cansei de dizer, até em certo momento mais azedo, de que ele tinha um parafuso a menos, meio tresloucado, cansei de dizer dos problemas desses filhos dele. Eu só não sabia que os problemas com os filhos eram tão graves”, completou o ex-ministro.

Segundo o pedetista, em respeito aos 57 milhões de eleitores que deram um voto e confiança a Bolsonaro, ele estipulou o prazo de 100 dias para o novo governo montar equipe e tomar pé dos problemas para só assim cobrar-lhe resultados.

“Eu não vou fazer uma crítica, mas uma avaliação sistemática com parâmetros objetivos. Vou por exemplo cobrar o nível de salário, emprego, taxa de juros, inadimplência, gasto per capita com saúde, educação, violência e esses escândalos morais. Porque o Bolsonaro se elegeu com discurso simplório assentado em duas colunas: uma simplificação grosseira do gravíssimo problema de segurança pública e um moralismo de goela que não se sustenta”.