Imprensa livre e independente
23 de novembro de 2017, 10h39

Fabricante de gaiolas mostra melhores modelos para aprisionar políticos do Rio

Vendedor aceitou o desafio de escolher os melhores modelos para "enquadrar" Anthony Garotinho, Rosinha Garotinho e Sérgio Cabral, além do deputado estadual Jorge Picciani, presos acusados de corrupção e outros crimes.

Vendedor aceitou o desafio de escolher os melhores modelos para “enquadrar” Anthony Garotinho, Rosinha Garotinho e Sérgio Cabral, além do deputado estadual Jorge Picciani, presos acusados de corrupção e outros crimes. Da Redação* O bom humor pode ser uma forma aguda de crítica. No Rio de Janeiro, onde três ex-governadores estão atrás das grades, Paulo Henrique Pereira, de 52 anos, um fabricante e vendedor de gaiolas, há mais de 20 anos, aceitou o desafio de escolher os melhores modelos para “enquadrar” Anthony Garotinho, Rosinha Garotinho e Sérgio Cabral, além do deputado estadual Jorge Picciani, presos acusados de corrupção e outros...

Vendedor aceitou o desafio de escolher os melhores modelos para “enquadrar” Anthony Garotinho, Rosinha Garotinho e Sérgio Cabral, além do deputado estadual Jorge Picciani, presos acusados de corrupção e outros crimes.

Da Redação*

O bom humor pode ser uma forma aguda de crítica. No Rio de Janeiro, onde três ex-governadores estão atrás das grades, Paulo Henrique Pereira, de 52 anos, um fabricante e vendedor de gaiolas, há mais de 20 anos, aceitou o desafio de escolher os melhores modelos para “enquadrar” Anthony Garotinho, Rosinha Garotinho e Sérgio Cabral, além do deputado estadual Jorge Picciani, presos acusados de corrupção e outros crimes.

“Recomendo as gaiolas mais arredondadas, que geralmente são destinadas a pássaros mais nobres e caros, como o bicudo ou o curió, por exemplo. Não estamos falando de qualquer bandido, mas sim de políticos do alto escalão, ex-comandantes do Rio de Janeiro”, explica o dono da loja “Gaiolas Primavera”, na Taquara, Zona Oeste.

Paulo Henrique dá ainda outra dica valiosa para os moradores da cadeia em Benfica. Segundo ele, gaiolas confeccionadas com bambu escondem mais o passarinho do que aquelas produzidas com arame, que facilitam a visualização do prisioneiro. Por isso, para Cabral e companhia, a recomendação do comerciante é pela primeira opção.

Veja também:  Em nova derrota do governo, Senado derruba promessa de campanha de Bolsonaro sobre decreto das armas

“Esses políticos deveriam se envergonhar pelo que fizeram e se esconder. Eu acho melhor colocar todos em gaiolas de madeira, para ninguém conseguir vê-los direito”.

Apesar de não acreditar totalmente na justiça brasileira, Paulo Henrique comemora o fato de Cabral estar preso há um ano. O ex-governador cumpre pena de mais de 45 anos por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Para ele, isso mostra que ainda há esperanças da sociedade um dia ficar livre dos maus políticos. Segundo ele, se todos os corruptos do Brasil fossem parar atrás das grades da sua loja, não haveria mão de obra suficiente para produzir tantas gaiolas.

*Com informações do Extra

Foto: Divulgação

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum