Imprensa livre e independente
09 de maio de 2019, 22h34

Federação Única dos Petroleiros (FUP) reafirma apoio à Greve Nacional da Educação

Coordenador da Fundação Única dos Petroleiros, José Maria Rangel denuncia que, ao priorizar o setor financeiro, a produção de petróleo da Petrobras vem caindo sistematicamente e ameaçando a soberania brasileira; "Dia 15 estaremos com os profissionais da Educação fazendo uma luta que deve ser a luta de todos"

Em vídeo divulgado nesta quinta-feira (9), o coordenador da Fundação Única dos Petroleiros (FUP), José Maria Rangel, denunciou o demonte que vem sendo promovido na Petrobras pela atual administração e reafirmou o apoio de sua categoria à Greve Nacional da Educação, que acontecerá no próximo dia 15 contra os cortes anunciados pelo governo nas verbas destinas à universidades e institutos federais. Conforme discutido no último programa Fórum Sindical, a perda de autonomia que vem sendo imposta à Petrobras  pelas últimas e a atual gestão da empresa está totalmente relacionada ao desmonte da educação pública, visto que parte dos recursos do...

Em vídeo divulgado nesta quinta-feira (9), o coordenador da Fundação Única dos Petroleiros (FUP), José Maria Rangel, denunciou o demonte que vem sendo promovido na Petrobras pela atual administração e reafirmou o apoio de sua categoria à Greve Nacional da Educação, que acontecerá no próximo dia 15 contra os cortes anunciados pelo governo nas verbas destinas à universidades e institutos federais.

Conforme discutido no último programa Fórum Sindical, a perda de autonomia que vem sendo imposta à Petrobras  pelas últimas e a atual gestão da empresa está totalmente relacionada ao desmonte da educação pública, visto que parte dos recursos do petróleo deveriam ser destinados à área.

“A produção de petróleo vem caindo sistematicamente desde o primeiro trimestre de 2017. Isso é fruto da queda rutal nos investimentos que a companhia tem feito nesse segmento. Ela está priorizando carrear dinheiro para o setor financeiro”, denunciou Rangel, que explicou ainda que a atual política de preços de derivados “penaliza a sociedade e favorece os acionistas”.

“A atual administração da Petrobras quer acabar com a nossa empresa, e temos que lutar para manter a Petrobras como uma empresa integrada de Petróleo”, pontuou.

Veja também:  ‘Lulaço’ para o maior shopping de João Pessoa neste domingo (vídeo)

“Estaremos dia 15 com os profissionais da Educação fazendo uma luta que deve ser a luta de todos, em defesa da educação pública de qualidade, contra a reforma da Previdência e em defesa da soberania”, completou.

Assista.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum