Imprensa livre e independente
06 de dezembro de 2017, 12h21

Filha de Eduardo Cunha se filia ao PMDB e quer se candidatar a deputada federal em 2018

Com o pai preso há quase um ano e condenado a pelo menos 15 de anos de prisão por corrupção na Lava Jato, Danielle Cunha vem se preparando para concorrer à Câmara nas próximas eleições.

Com o pai preso há quase um ano e condenado a pelo menos 15 de anos de prisão por corrupção na Lava Jato, Danielle Cunha vem se preparando para concorrer à Câmara nas próximas eleições. Da Redação* Com o pai preso há quase um ano e condenado a pelo menos 15 de anos de prisão, em um dos crimes cometidos na Lava Jato, Danielle Cunha se filiou ao PMDB vem se preparando para concorrer ao cargo de deputada federal nas eleições de 2018, segundo informações da coluna Radar, da revista Veja, nesta quarta-feira (6). De acordo com a coluna, a...

Com o pai preso há quase um ano e condenado a pelo menos 15 de anos de prisão por corrupção na Lava Jato, Danielle Cunha vem se preparando para concorrer à Câmara nas próximas eleições.

Da Redação*

Com o pai preso há quase um ano e condenado a pelo menos 15 de anos de prisão, em um dos crimes cometidos na Lava Jato, Danielle Cunha se filiou ao PMDB vem se preparando para concorrer ao cargo de deputada federal nas eleições de 2018, segundo informações da coluna Radar, da revista Veja, nesta quarta-feira (6).

De acordo com a coluna, a ideia de Danielle de chegar à Câmara Federal é bem vista pelo ex-presidente da Casa Legislativa e só poderia naufragar se Cunha mudasse de opinião em relação ao futuro político da filha, que, segundo interlocutores, sempre gostou de política.
Enteada da jornalista Cláudia Cruz, mulher do ex-deputado, Danielle Cunha tem 29 anos, é formada em publicidade e já coordenou campanhas políticas, incluindo a de seu pai.

Veja também:  Bolsonaro sofre quinta derrota na Justiça em ação movida contra Jean Wyllys

*Com informações da coluna Radar, da Veja, e do Brasil 247

Foto: Reprodução

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum