Imprensa livre e independente
03 de novembro de 2018, 17h48

Filho de desaparecido político na ditadura é candidato único à presidência da OAB

O pai do candidato foi preso em Copacabana por agentes do DOI-CODI-RJ em 23 de fevereiro de 1974 e nunca mais foi visto

Foto: Reprodução Globo News
De acordo com informações do Blog do Mateus Leitão, no G1, o único candidato à presidência nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) é filho de um dos desaparecidos políticos durante o período da ditadura militar (1964-1985) no Brasil. O advogado Felipe Santa Cruz, é filho de Fernando Augusto de Santa Cruz Oliveira, líder estudantil que participou da Juventude Universitária Católica (JUC), movimento da Igreja reconhecido pela hierarquia eclesiástica, e que depois integrou a Ação Popular (AP), organização de esquerda contrária ao regime. Segundo o livro “Direito à memória e à verdade”, produzido pelo governo federal, Fernando, que nunca...

De acordo com informações do Blog do Mateus Leitão, no G1, o único candidato à presidência nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) é filho de um dos desaparecidos políticos durante o período da ditadura militar (1964-1985) no Brasil.

O advogado Felipe Santa Cruz, é filho de Fernando Augusto de Santa Cruz Oliveira, líder estudantil que participou da Juventude Universitária Católica (JUC), movimento da Igreja reconhecido pela hierarquia eclesiástica, e que depois integrou a Ação Popular (AP), organização de esquerda contrária ao regime.

Segundo o livro “Direito à memória e à verdade”, produzido pelo governo federal, Fernando, que nunca pegou em armas contra os militares, e o seu colega Eduardo Collier Filho, foram presos juntos em Copacabana por agentes do DOI-CODI-RJ em 23 de fevereiro de 1974 e nunca mais foram vistos.

Para ser candidato à presidência da OAB é preciso ter respaldo de, ao menos, seis seccionais. Felipe Santa Cruz tem apoio de todas as 27 seccionais. Por conta disso, deverá ser o único candidato à presidência da Ordem no início do ano que vem.

Veja também:  Após atos, rejeição a Bolsonaro sobe cinco pontos e supera aprovação pela primeira vez, mostra pesquisa

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum