Imprensa livre e independente
23 de abril de 2019, 06h47

Fim da censura a dados da reforma da Previdência afetaria “inclusive mercados”, diz governo Bolsonaro

Sob o comando de Paulo Guedes, o ministério da Economia negou nove vezes o acesso aos documentos que servem de base à proposta, que pode ir à votação nesta terça-feira (23) na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. A oposição já se mobiliza para bloquear a votação até que a censura aos dados seja revista

Bolsonaro e Paulo Guedes (Montagem/Divulgação)
Reportagem de Carlos Madeiro, no portal Uol nesta segunda-feira (22), informa que a censura do governo Jair Bolsonaro (PSL) aos documentos e dados que embasam a proposta da reforma da Previdência se deu para que a divulgação não “afete os mercados” nem “a tramitação no Legislativo”. “Registra-se que se trata de matéria com alta sensibilidade política e econômica, na qual a divulgação prematura ou assimétrica de informações pode afetar inclusive os mercados. Portanto, entende-se que neste momento os documentos devem ser mantidos como de acesso restrito”, diz a negativa, assinada pela coordenadora-geral de Assuntos Previdenciários da PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda...

Reportagem de Carlos Madeiro, no portal Uol nesta segunda-feira (22), informa que a censura do governo Jair Bolsonaro (PSL) aos documentos e dados que embasam a proposta da reforma da Previdência se deu para que a divulgação não “afete os mercados” nem “a tramitação no Legislativo”.

“Registra-se que se trata de matéria com alta sensibilidade política e econômica, na qual a divulgação prematura ou assimétrica de informações pode afetar inclusive os mercados. Portanto, entende-se que neste momento os documentos devem ser mantidos como de acesso restrito”, diz a negativa, assinada pela coordenadora-geral de Assuntos Previdenciários da PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional), Thaísa Juliana Sousa Ribeiro.

Sob o comando de Paulo Guedes, o ministério da Economia negou nove vezes o acesso aos documentos que servem de base à proposta, que pode ir à votação nesta terça-feira (23) na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. A oposição já se mobiliza para bloquear a votação até que a censura aos dados seja revista.

Veja também:  Globo faz levantamento de aparições de Chico Buarque na TV para rebater Lula

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum