Imprensa livre e independente
21 de janeiro de 2019, 22h16

Flávio Bolsonaro mentiu ao dizer que promotores do MP-RJ são simpatizantes do PT

Em entrevista, senador disse que viu uma foto de promotores do MP-RJ, que investigam seu ex-assessor, em uma manifestação contra o impeachment de Dilma Rousseff, e que isso sugeriria que eles são simpatizantes do PT; foto em questão, no entanto, mostra promotores do MP-MG, que não têm qualquer ligação com a investigação que o fez recorrer ao STF

Reprodução
Mais uma fake news do clã Bolsonaro foi desmentida. Desta vez, foi o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) quem mentiu para dizer que é alvo de “perseguição”. Em entrevista à RedeTV veiculada neste domingo (20), o filho de Bolsonaro sugeriu que os promotores do Ministério Público do Rio de Janeiro que investigam movimentações suspeitas de seu ex-assessor, Fabrício Queiroz, seriam simpatizantes do PT. Para justificar, ele citou uma foto que circula nas redes sociais que mostra promotores em uma manifestação contra o impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff vestindo camisetas com a frase “Sou do MP e contra o golpe”. Foto que...

Mais uma fake news do clã Bolsonaro foi desmentida. Desta vez, foi o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) quem mentiu para dizer que é alvo de “perseguição”.

Em entrevista à RedeTV veiculada neste domingo (20), o filho de Bolsonaro sugeriu que os promotores do Ministério Público do Rio de Janeiro que investigam movimentações suspeitas de seu ex-assessor, Fabrício Queiroz, seriam simpatizantes do PT. Para justificar, ele citou uma foto que circula nas redes sociais que mostra promotores em uma manifestação contra o impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff vestindo camisetas com a frase “Sou do MP e contra o golpe”.

Foto que Flávio Bolsonaro citou para dizer que está sendo “perseguido” (Reprodução)

“Está circulando imagem de supostos promotores com camisas dizendo ‘sou do MP e sou contra o golpe’. É uma clara evidência de simpatia com o PT”, disse o parlamentar.

A foto em questão, no entanto, mostra promotores do Ministério Público de Minas Gerais, órgão que não tem qualquer ligação com as investigações da Justiça do Rio de Janeiro que tanto tem o incomodado, a ponto de ele recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para conseguir o direito ao foro especial.

Veja também:  Ex-mulher de Bolsonaro corre para se aposentar antes da reforma da Previdência

Em nota enviada ao Diário do Centro do Mundo, um dos promotores que aparece na foto, Walter Moraes, esclareceu: “As fotos acima referem-se a manifestação realizada em Belo Horizonte, em 2016, contra o golpe que tirou Dilma Rousseff da Presidência. Portanto, ao contrário do que foi divulgado em redes sociais, não são promotores do MPRJ , mas, sim, promotores do MPMG (inclusive eu)”. Moraes é o segundo homem, da esquerda para direita, que aparece na foto.

O promotor fez questão ainda de postar mais fotos nas redes sociais que mostram as manifestações que participou em Belo Horizonte para desmentir a fake news usada por Flávio Bolsonaro.

 

 

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum