Imprensa livre e independente
02 de maio de 2019, 06h57

Flavio Dino condecora Paulo Freire enquanto Bolsonaro homenageia filhos e Olavo de Carvalho

Governador do Maranhão disse que homenagem a Paulo Freire é o "reconhecimento à importância de sua monumental obra para a educação em todo o mundo"

Paulo Freire, Eduardo Bolsonaro e Olavo de Carvalho (Montagem)
Enquanto Jair Bolsonaro (PSL), em edição extra do Diário Oficial da União nesta quarta-feira (1º), concedeu ao escritor Olavo de Carvalho o mais alto grau da Ordem de Rio Branco, condecoração dada pelo governo do Brasil para “distinguir serviços meritórios e virtudes cívicas, estimular a prática de ações e feitos dignos de honrosa menção”, no Maranhão, o governador Flávio Dino (PCdoB), decidiu conceder a Paulo Freire a condecoração máxima do Estado do Maranhão por “Reconhecimento à importância de sua monumental obra para a educação em todo o mundo”. “Resolvi conceder ao Prof. Dr. PAULO FREIRE (in memoriam) a condecoração máxima...

Enquanto Jair Bolsonaro (PSL), em edição extra do Diário Oficial da União nesta quarta-feira (1º), concedeu ao escritor Olavo de Carvalho o mais alto grau da Ordem de Rio Branco, condecoração dada pelo governo do Brasil para “distinguir serviços meritórios e virtudes cívicas, estimular a prática de ações e feitos dignos de honrosa menção”, no Maranhão, o governador Flávio Dino (PCdoB), decidiu conceder a Paulo Freire a condecoração máxima do Estado do Maranhão por “Reconhecimento à importância de sua monumental obra para a educação em todo o mundo”.

“Resolvi conceder ao Prof. Dr. PAULO FREIRE (in memoriam) a condecoração máxima do Estado do Maranhão. Reconhecimento à importância de sua monumental obra para a educação em todo o mundo. Claro que também no nosso Estado, pois agimos inspirados em suas lições, que são eternas”, tuitou Dino.

Trupe Bolsonarista
No mesmo decreto que decretou a homenagem ao guru, Bolsonaro ainda condecora uma lista de políticos aliados ao seu projeto de governo, entre eles o vice-presidente general Hamilton Mourão, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM/AP), os ministros da Justiça, ​Sergio Moro, e da Economia, Paulo Guedes, os governadores de São Paulo, João Doria (PSDB), do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), e de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo).

Veja também:  "In Fux we trust": Vazamento revela articulação de Moro e Dallagnol com ministro do STF

No mesmo decreto, o presidente admitiu o senador Flavio Bolsonaro (PSL-RJ) e o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) no grau de Grande Oficial, o segundo mais importante.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum