COMPRE JÁ
10 de outubro de 2017, 17h06

Folha apanha nas redes por conta de matéria sobre “vulva ideal”

Matéria do jornal diz que mulheres têm “tabu” com as próprias vaginas e dá dados sobre o aumento das cirurgias para redução dos lábios e clareamento, como se o problema estivesse nas próprias mulheres, e não nos homens que ditam esse tipo de padrão estético Por Redação O jornal Folha de S. Paulo publicou, nesta […]

Matéria do jornal diz que mulheres têm “tabu” com as próprias vaginas e dá dados sobre o aumento das cirurgias para redução dos lábios e clareamento, como se o problema estivesse nas próprias mulheres, e não nos homens que ditam esse tipo de padrão estético

Por Redação

O jornal Folha de S. Paulo publicou, nesta terça-feira (10), uma matéria sobre cirurgias plásticas na vagina que gerou uma reação de revolta entre mulheres nas redes sociais. A reportagem, intitulada “Mulheres superam o tabu e encaram laser e cirurgia para ter ‘vulva ideal'” ouve mulheres e “especialistas” para determinar qual, esteticamente, é a aparência de uma vagina dentro dos padrões sem fazer qualquer tipo de crítica ou análise sobre qual a origem desse aumento da procura por este tipo de procedimento cirúrgico de redução de lábios ou clareamento.

A matéria apresenta alguns exemplos sem citar como o machismo está por trás desse tipo de padrão estético, o que passa a sensação de que quem tem problemas ou tabu com com o próprio corpo são as mulheres, e não os homens. Um dos exemplos citados na reportagem é o de duas irmãs gêmeas que reduziram os lábios vaginais após o comentário do namorado de uma delas.

“Tinha um volume, mas não me incomodava. Até que, no início do ano, meu marido disse meio brincando: ‘Nossa, você tem um negócio pendurado'”, conta. “Isso mexeu com minha feminilidade”, diz uma das irmãs à reportagem. 

Nas redes sociais, internautas fizeram inúmeras críticas ao teor raso da matéria, que não se aprofunda sobre o assunto e que só fortalece ainda mais o machismo que permeia esse tipo de ideia de “vulva ideal”. Nos comentários da postagem da matéria no Facebook do jornal, as críticas predominam.

Uma postagem em específico que questiona a reportagem, feita pela internauta Letícia Bahia, por exemplo, viralizou.

“Eu queria sugerir, Folha, pra de repente você fazer uma reportagem sobre os homens que não superaram o tabu da vagina. Porque a vagina, você sabe, quase sempre precisa passar por uma série de rituais (como aqueles que eu abandonei) pra que um homem possa gostar dela. É difícil achar um homem que goste de uma vagina com cor de vagina, cheiro de vagina, pelo de vagina, gosto de vagina e todas as outras coisas de vagina que as vaginas têm. Então, Folha, a mim me parece que os homens é que têm um tabu com a vagina. Infelizmente, algumas de nós acabam comprando esse tabu. Você mesma, Folha, deu um exemplo nessa reportagem torta”, diz a jovem no início do texto que já tem mais de 2 mil compartilhamentos.

Confira a íntegra.