26 de outubro de 2018, 17h36

Fórum pergunta o que Doria fazia no dia e horário do vídeo e não obtém resposta

A Fórum procurou a assessoria do candidato, mas não obteve resposta. Veja aqui as perguntas que enviamos

Foto: Reprodução
A Fórum entrou em contato com a assessoria do candidato a governador João Doria (PSDB), na tarde desta sexta-feira (26), após publicar matéria com laudo em que o perito afirma que o vídeo onde o candidato aparece nu ao lado de várias mulheres “não foi adulterado e nem alvo de qualquer manipulação”. No laudo, o perito Onias Tavares de Aguiar, formado pela Academia de Polícia de São Paulo e perito criminal do Estado de São Paulo entre os anos de 1982 e 2007, analisou desde características físicas do candidato a governador João Doria, como largura das coxas e panturrilha como...

A Fórum entrou em contato com a assessoria do candidato a governador João Doria (PSDB), na tarde desta sexta-feira (26), após publicar matéria com laudo em que o perito afirma que o vídeo onde o candidato aparece nu ao lado de várias mulheres “não foi adulterado e nem alvo de qualquer manipulação”.

No laudo, o perito Onias Tavares de Aguiar, formado pela Academia de Polícia de São Paulo e perito criminal do Estado de São Paulo entre os anos de 1982 e 2007, analisou desde características físicas do candidato a governador João Doria, como largura das coxas e panturrilha como também o vídeo, com detalhamento quadro a quadro, onde se concluiu que não foram feitas alterações e nem manipulações.

Doria nega que seja ele no vídeo e apresentou laudo realizado pela perita criminal Roselle Sóglio. Os detalhes da investigação, no entanto não foram divulgados. A Fórum tentou contato com a perita, mas ninguém atendeu no seu escritório.

Laudos controversos

Com há controvérsias entre os laudos, a Fórum enviou, às 12h57, desta sexta-feira, as perguntas abaixo para a assessoria de Doria. Como não obteve resposta, insistiu mais uma vez, às 16h07, e a assessoria não respondeu.

  1. Como o candidato nega que seja ele, pode comprovar onde estava e com quem na hora e local do vídeo?
  2. As moças que aparecem no vídeo já foram localizadas para dar testemunho a favor do candidato?
  3. O candidato pretende processar o vereador Camilo Christófaro, que compartilhou o vídeo e afirmou: “Esse WhatsApp que vocês receberam do Camilo sobre essa baixaria não é invenção do Camilo. Isso está sendo posto na internet por uma das meninas que não recebeu o cachê do João Doria no swing”?