ASSISTA
30 de Abril de 2010, 18h47

Fórum Social Temático do México começa no próximo domingo

Enfoque do Fórum no México não se resumirá a discussão do modelo econômico atual e das alternativas a esse modelo, mas também abrangerá a busca por vias que organizem essas alternativas a nível global

Enfoque do Fórum no México não se resumirá a discussão do modelo econômico atual e das alternativas a esse modelo, mas também abrangerá a busca por vias que organizem essas alternativas a nível global

Por Karol Assunção

De domingo a terça-feira, 4, o Zócalo da Cidade do México, no México, se transformará no palco de discussões e debates por um mundo melhor com o Fórum Social Mundial Temático do México 2010. Com o tema “Dos povos, outras saídas à crise global são possíveis”, o evento faz parte das celebrações dos dez anos do Fórum Social Mundial (FSM).

Durante três dias, pessoas de várias partes do mundo participarão de paineis, debates, oficinas, exposições, exibições de vídeos e atividades culturais, todas autogestionadas e propostas por movimentos e organizações sociais de diferentes países.

As ações do serão baseadas nos seguintes eixos: construindo um modelo econômico alternativo ao neoliberalismo: a economia sustentada por valores da vida; mudar o sistema e não o clima: salvar o planeta e construir um outro modelo de vida para a humanidade; construindo uma verdadeira democracia participativa com respeito aos direitos humanos; construindo uma sociedade inclusiva, baseada nos direitos sociais e não em lucros; e construção de uma nova cultura social e multicultural.

Na ocasião, haverá também momentos de interação com as culturas e os espaços locais. Para isso, serão realizadas visitas guiadas a fim de permitir o contato direto dos participantes com as diversas realidades da cidade, como manifestações culturais e experiências de luta de diferentes movimentos sociais e comunitários.

De acordo com a convocatória, o enfoque do Fórum no México não se resumirá a discussão do modelo econômico atual e das alternativas a esse modelo, mas também abrangerá a busca por vias que organizem essas alternativas a nível global. A ideia é mostrar que outro mundo não só é possível, como já está sendo.

Dessa forma, o objetivo central será apontar as alternativas que os povos estão contribuindo para a construção de “outro mundo” diante do sistema capitalista. Unidade na diversidade; descolonização econômica, política, social, cultural e territorial; e equidade de gênero, gerações, raças e culturas serão alguns dos pontos destacados no evento.

Para isso, o Fórum se propõe a ser um local de respeito aos direitos humanos e de fortalecimento da pluralidade, onde organizações e movimentos sociais se organizem de forma horizontal e em rede. Também será um espaço de construção coletiva de alternativas a partir de experiências e práticas sociais.

“Agora, na Cidade de México, onde as lutas populares e cidadãs têm conseguido conquistar direitos e liberdades democráticas fundamentais, com a edição deste primeiro FSM temático em nosso país, queremos mostrar que Outro Mundo já está sendo Possível”, destaca a convocatória.

Mais informações disponíveis em http://fsmmx.saltoscuanticos.org/ ou através do e-mail: [email protected]

Com informações da Adital.