12 de dezembro de 2018, 10h15

Fundador do MBL, Alexandre “Salsicha” Santos dá calote em faculdade e foge da Justiça

"Salsicha" sofre uma ação de cobrança de um débito referente ao anos de 2014 da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), onde cursou comunicação. No entanto, nem a faculdade e nem a Justiça conseguem encontrar o líder do MBL para fazer a cobrança.

Reprodução/Facebook

Reportagem de Vinicius Segalla, na revista Carta Capital nesta quarta-feira (12), mostra que um dos fundadores do Movimento Brasil Livre (MBL) deu calote em universidade e é considerado “pessoa de paradeiro desconhecido” pela Justiça de São Paulo.

Alexandre Henrique Ferreira dos Santos, conhecido como Salsicha, sofre uma ação de cobrança de um débito referente ao anos de 2014 da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), onde cursou comunicação. No entanto, nem a faculdade e nem a Justiça conseguem encontrar o líder do MBL para fazer a cobrança.

Segundo a reportagem, a FAAP não é a única instituição de ensino que tomou calote de “Salsicha”. Ele cursou o ensino médio no colégio Sérgio Buarque de Holanda, na zona Sul de São Paulo. Concluiu em 2006. Ocorre, porém, que conforme se lê na ação judicial 1003389-82.2014.8.26.0002, seus pais jamais pagaram pelo serviço, desaparecendo de uma cobrança que se tenta fazer até hoje.

Leia a reportagem na íntegra.

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais