Imprensa livre e independente
13 de dezembro de 2018, 21h25

Fux determina prisão imediata de Cesare Battisti e abre caminho para extradição

Agora, o futuro do ativista está nas mãos de Michel Temer; defesa ainda pode recorrer ao STF, que entra em recesso na próxima semana

Foto: Reprodução/YouTube Luiz Fux, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu, nesta quinta-feira (13), pela prisão imediata do italiano Cesare Battisti. A determinação do magistrado abre caminho para a extradição do ativista, de acordo com informações de Mariana Oliveira, do G1. Fux autoriza que Battisti seja preso pela Interpol imediatamente ou pela Polícia Federal, representante da Interpol no Brasil. Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais O italiano foi condenado por quatro homicídios na Itália na década de 1970. Em 2007, a Itália pediu sua extradição e,...

Foto: Reprodução/YouTube

Luiz Fux, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu, nesta quinta-feira (13), pela prisão imediata do italiano Cesare Battisti. A determinação do magistrado abre caminho para a extradição do ativista, de acordo com informações de Mariana Oliveira, do G1.

Fux autoriza que Battisti seja preso pela Interpol imediatamente ou pela Polícia Federal, representante da Interpol no Brasil.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

O italiano foi condenado por quatro homicídios na Itália na década de 1970. Em 2007, a Itália pediu sua extradição e, em 2010, o STF julgou o pedido procedente, mas deixou a palavra final ao presidente da República. Na época, o então presidente Lula negou a extradição do ativista.

Em 2017, a Itália solicitou que o governo Michel Temer revisasse a decisão que vetou a extradição. A defesa de Battisti solicitou ao STF um habeas corpus preventivo para que ele não fosse extraditado.

O relator, ministro Luiz Fux, concedeu a liminar, ou seja, uma decisão provisória, em outubro do ano passado. Essa medida assegurava que Battisti não fosse expulso, extraditado ou deportado até um novo posicionamento do STF.

Veja também:  Dallagnol divulga vídeo com lavajateiros fazendo campanha para Coaf seguir nas mãos de Moro

Nesta quinta-feira (13), Fux revogou essa liminar. Disse que cabe ao presidente extraditar ou não porque as decisões políticas não competem ao Judiciário.

Agora, o futuro de Battisti está nas mãos de Michel Temer. Battisti ainda pode recorrer ao STF, que entra em recesso na próxima semana.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum