Seja Sócio Fórum
17 de setembro de 2017, 07h57

Geddel decidiu delatar, o que preocupa o Planalto

Pivô da maior apreensão de dinheiro sujo da história do Brasil, ex-ministro de Michel Temer resolveu abrir a boca, segundo o próprio governo; presidente é um dos alvos principais.

Pivô da maior apreensão de dinheiro sujo da história do Brasil, ex-ministro de Michel Temer resolveu abrir a boca, segundo o próprio governo; presidente é um dos alvos principais. Da Redação* Pivô da maior apreensão de dinheiro sujo da história do Brasil, com os R$ 51 milhões encontrados em seu bunker em Salvador (BA), o ex-ministro Geddel Vieira Lima, que era braço direito e articulador político de Michel Temer, já decidiu delatar. Essa é a convicção do Palácio do Planalto, onde se sabe que Temer é um dos alvos principais. A informação é do blog do colunista Lauro Jardim, do...

Pivô da maior apreensão de dinheiro sujo da história do Brasil, ex-ministro de Michel Temer resolveu abrir a boca, segundo o próprio governo; presidente é um dos alvos principais.

Da Redação*

Pivô da maior apreensão de dinheiro sujo da história do Brasil, com os R$ 51 milhões encontrados em seu bunker em Salvador (BA), o ex-ministro Geddel Vieira Lima, que era braço direito e articulador político de Michel Temer, já decidiu delatar. Essa é a convicção do Palácio do Planalto, onde se sabe que Temer é um dos alvos principais. A informação é do blog do colunista Lauro Jardim, do Globo.

Diante do fator Geddel, Temer quer tentar liquidar a segunda denúncia de Rodrigo Janot, por obstrução judicial e organização criminosa, antes que ele decida falar. Uma das suspeitas é de que o dinheiro do bunker pagasse propinas a deputados da base de Temer, que apoiaram o golpe de 2016.

*Com informações do Brasil 247

Foto: José Cruz/EBC/Fotos Públicas

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum