13 de novembro de 2018, 09h57

General que assessora Dias Tófolli no STF será Ministro da Defesa de Bolsonaro

General Fernando Azevedo e Silva, que ajudou na formulação de propostas para a campanha do capitão reformado, é assessor do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli.

Divulgação

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) anunciou em sua página no Twitter o nome do general da reserva Fernando Azevedo e Silva como futuro ministro da Defesa. O militar, que ajudou na formulação de propostas para a campanha do capitão reformado, é assessor do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli.

“Bom Dia! Comunico a todos a indicação do General-de-Exército Fernando Azevedo e Silva para o cargo de Ministro da Defesa”, tuitou o capitão da Reserva.

 

Para o STF, o nome do ex-chefe do Estado Maior, exonerado em julho, foi sugerido a Toffoli pelo general Eduardo Villas Bôas, comandante do Exército.

Azevedo e Silva é da turma anterior à de Bolsonaro na academia de formação de oficiais. Eles serviram juntos na Brigada Paraquedista.

O general exerceu também os cargos de Presidente da Autoridade Pública Olímpica e de comandante Militar do Leste no Rio de Janeiro.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você não pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais