Imprensa livre e independente
22 de agosto de 2017, 14h21

Gestão Doria: Ratos tomam conta de SP, mostra Bom Dia Brasil

Dezenas de roedores podem ser vistos em vários pontos da capital paulista, durante a noite, e representam grande ameaça à população, em função do risco de transmissão de leptospirose.

Dezenas de roedores podem ser vistos em vários pontos da capital paulista, durante a noite, e representam grande ameaça à população, em função do risco de transmissão de leptospirose. Da Redação* Na gestão João Doria, os ratos estão tomando conta da cidade. Literalmente. Inúmeras ruas da capital paulista estão sendo tomadas pelos ratos, principalmente à noite e de madrugada. Nos locais onde têm lixo e restos de comida, os bichos aparecem. A equipe de reportagem do Bom Dia São Paulo constatou a presença dos roedores em vários pontos da cidade. Eles aparecem, também, em locais considerados como cartões postais de...

Dezenas de roedores podem ser vistos em vários pontos da capital paulista, durante a noite, e representam grande ameaça à população, em função do risco de transmissão de leptospirose.

Da Redação*

Na gestão João Doria, os ratos estão tomando conta da cidade. Literalmente. Inúmeras ruas da capital paulista estão sendo tomadas pelos ratos, principalmente à noite e de madrugada. Nos locais onde têm lixo e restos de comida, os bichos aparecem. A equipe de reportagem do Bom Dia São Paulo constatou a presença dos roedores em vários pontos da cidade.

Eles aparecem, também, em locais considerados como cartões postais de São Paulo, como a Praça da Sé, o Largo São Bento e a Praça Roosevelt. Pelo menos dez circulavam na Rua Abdo Schahin, perto do Mercadão. Entradas de canos e bueiros também são lugares onde eles podem ser vistos com facilidade.

De acordo com o biólogo Randy Baldresca, no meio urbano eles não têm predadores que existem na natureza, como cobras e aves de rapina. Por isso, acabam se multiplicando. “A gente pode calcular aí mais de cinco, seis e até oito indivíduos por habitante. Então, a gente costuma dizer que a cidade não é nossa, a cidade é dos roedores”, diz Baldresca.

Veja também:  "Se atitude significa ser subserviente, não é realmente o nosso caso", rebate Flávio Dino a Dória

São três os tipos de ratos urbanos. O rato-de-telhado, o camundongo e a ratazana. Ela vive até dois anos e, a cada gestação, pode dar de cinco a doze crias. A presença de ratos é perigosa em razão do risco de transmissão de leptospirose, que passa por meio da urina ou da pulga. De janeiro a julho deste ano, foram registrado 100 casos de leptospirose na capital, com 11 mortes. No mesmo período do ano passado, foram 127 casos com 14 mortes.
Para evitar o crescimento da população de roedores, a principal estratégia é evitar deixar lixo e restos de alimentos expostos, o que deve ser feito tanto pelos habitantes como pelo poder público, através de uma coleta adequada do lixo.

O biólogo Gladyston Costa, do Centro de Controle de Zoonoses da Prefeitura de São Paulo, afirma que a administração municipal mapeia os locais com maior incidência de leptospirose, geralmente áreas onde acontecem enchentes e onde há acúmulo de lixo. Nesses locais, a população é orientada a tratar corretamente os alimentos e o lixo e é aplicado raticida.

Veja também:  VÍDEO: Policiais militares espancam carroceiro na Zona Oeste de SP

*Com informações do G1

Foto: Reprodução/TV Globo

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum