Imprensa livre e independente
05 de junho de 2017, 11h51

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso deixam UFC incomodados com a presença de Bolsonaro

Pais de Titi, adotada no Malauí, o casal soube da presença de Bolsonaro no evento e resolveu deixar o local e acompanhar a luta de Vitor Belfort e José Aldo em casa.

Pais de Titi, adotada no Malauí, o casal soube da presença de Bolsonaro no evento e resolveu deixar o local e acompanhar a luta de Vitor Belfort e José Aldo em casa. Da Redação* De acordo com o F5, da Folha, os atores Bruno Gagliasso, 35, e Giovanna Ewbank, 30, saíram mais cedo do UFC (Ultimate Fighting Championship) Rio 8 (UFC 212), na noite do último sábado (3), incomodados com a presença de Jair Bolsonaro no local. O casal chegou à Arena Olímpica do Rio para acompanhar a participação dos lutadores brasileiros na competição. Animado, Bruno postou em sua conta no Twitter...

Pais de Titi, adotada no Malauí, o casal soube da presença de Bolsonaro no evento e resolveu deixar o local e acompanhar a luta de Vitor Belfort e José Aldo em casa.

Da Redação*

De acordo com o F5, da Folha, os atores Bruno Gagliasso, 35, e Giovanna Ewbank, 30, saíram mais cedo do UFC (Ultimate Fighting Championship) Rio 8 (UFC 212), na noite do último sábado (3), incomodados com a presença de Jair Bolsonaro no local.

O casal chegou à Arena Olímpica do Rio para acompanhar a participação dos lutadores brasileiros na competição. Animado, Bruno postou em sua conta no Twitter que estava perto do octógono do UFC para “passar bastante energia positiva pros brasileiros no @UFC de hoje!”.

Pais de Titi, adotada no Malauí, o casal soube da presença de Bolsonaro no evento e resolveu deixar o local e acompanhar a luta de Vitor Belfort e José Aldo em casa. “Já nos meus aposentos, na frente da TV, e bem longe do Bolsonaro”, escreveu Gagliasso, em sua conta no Twitter.

Em recente palestra no clube Hebraica, Bolsonaro narrou a visita que teria feito a uma comunidade quilombola: “O afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada. Eu acho que nem para procriador ele serve mais”.

Veja também:  Marco Aurélio Mello ironiza manifestações favoráveis a Bolsonaro e compara situação a Collor

*Com informações do F5, da Folha

Foto: Divulgação

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum