30 de agosto de 2018, 08h00

Glesi: teremos nova violência contra Lula no TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai realizar uma sessão extraordinária na sexta e a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na propaganda no rádio e na TV pode estar na pauta

Em seu perfil no Twitter, a senadora e presidente do PT, Gleisi Hoffmann afirma que o agendamento do registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marcado para esta sexta (31), pode ser mais uma violência contra ex-presidente e candidato presidencial do PT nas eleições de 2018.

“Temos preocupação com a notícia de q o TSE está marcando sessão extraordinária para sexta feira e de que o julgamento do registro de Lula estaria na pauta. Se for isso, teremos mais uma violência contra o presidente. A defesa sequer foi apresentada. Vão atropelar o procedimento?!”, questionou Gleisi Hoffmann na rede social.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai realizar uma sessão extraordinária na sexta e a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na propaganda no rádio e na TV pode estar na pauta. A ministra Rosa Weber, presidente do TSE, convocou a sessão, mas a pauta não foi divulgada.

A corte pode também se debruçar sobre as impugnações ao registro de candidatura de Lula. A propaganda no rádio e na TV começa no sábado e a coligação petista pediu ao TSE que garanta o direito do ex-presidente de gravar áudios e vídeos para o horário eleitoral.

O partido Novo apresentou nesta quarta-feira uma petição ao TSE para que o Tribunal decida a respeito da possibilidade de Lula participar da propaganda eleitoral e usar recursos públicos, do Fundo Partidário e do Fundo Eleitoral, para bancar a sua campanha.