10 de janeiro de 2019, 06h43

Globo compra direitos exclusivos, mas não publica livro sobre corrupção na Fifa

“É muito estranho, porque eles compraram, me pagaram, uma pessoa da Globo mostrou a meu agente o manuscrito em português, e era para ser publicado em maio, em junho, em julho, e nunca foi publicado”, disse jornalista estadunidense, autor da obra.

Reprodução

Reportagem de Danielle Brant e Paulo Passos, na edição desta quinta-feira (10) da Folha de S.Paulo, informa que a Globo Livros, braço editorial do Grupo Globo, comprou os direitos exclusivos para publicação do livro “Red Card: How the U.S. Blew the Whistle on the World’s Biggest Sports Scandal” – “Cartão Vermelho: Como os EUA revelaram o maior escândalo esportivo mundial”) -, do jornalista Ken Bensinger, no Brasil mas não lançou a obra.

“É muito estranho, porque eles compraram, me pagaram, uma pessoa da Globo mostrou a meu agente o manuscrito em português, e era para ser publicado em maio, em junho, em julho, e nunca foi publicado”, disse Ken Bensinger à Folha.

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Segundo a reportagem, a Globo, que é dona de direitos de TV de torneios da Fifa, é citada quatro vezes no livro. Em duas, o grupo aparece quando J.Hawilla é perfilado.

Em outro trecho, Bensinger informa o quanto a Globo pagou à Fifa pelos direitos de TV das Copas do Mundo de 2010 e 2014. Segundo o autor, a emissora desembolsou 340 milhões de euros (aproximadamente R$ 1,4 bilhão).

Na quarta referência à emissora, a obra reproduz o depoimento de Alejandro Buzarco, ex-homem forte da companhia de marketing argentina Torneos y Competencias, na Justiça dos Estados Unidos. Em novembro de 2017, ele afirmou que a Globo e o grupo mexicano Televisa pagaram propina a um dirigente da Fifa durante negociação para compra de direitos de transmissão da Copa do Mundo.

Leia a reportagem na íntegra.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais