Imprensa livre e independente
03 de agosto de 2014, 11h03

Governo Dilma instala o Comitê Nacional de Políticas Públicas LGBT

Objetivo do órgão é pactuar e promover políticas LGBT na esfera estadual e municipal

Objetivo do órgão é pactuar e promover políticas LGBT na esfera estadual e municipal Por Redação Por meio da Portaria 767/2013, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH) instalou na última quarta-feira (30) o Comitê Nacional de Políticas Públicas às Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT). O objetivo do Comitê é promover, a partir de uma interlocução com gestores LGBT, políticas LGBT no âmbito estadual e municipal e cobrar a aplicação do Sistema Nacional LGBT, criado em 2013 para suporte na implantação de políticas contra a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero. De acordo...

Objetivo do órgão é pactuar e promover políticas LGBT na esfera estadual e municipal

Por Redação

Por meio da Portaria 767/2013, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH) instalou na última quarta-feira (30) o Comitê Nacional de Políticas Públicas às Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT).

O objetivo do Comitê é promover, a partir de uma interlocução com gestores LGBT, políticas LGBT no âmbito estadual e municipal e cobrar a aplicação do Sistema Nacional LGBT, criado em 2013 para suporte na implantação de políticas contra a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero.

De acordo com a ministra dos Direitos Humanos, Ideli Salvatti, o Comitê é importante para atuar diretamente no casos de homofobia, pois, segundo Salvatti, uma lei específica contra a homofobia “faz falta, porque, infelizmente, temos casos gravíssimos de crimes, violência, espancamento, discriminação e preconceito contra as pessoas LGBT”.

Foto: Agência Brasil 

Veja também:  Juíza dá prazo de cinco dias à União para dar explicações sobre corte de verba nas universidades

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum