23 de janeiro de 2019, 18h32

Governo do México segue reconhecendo Maduro como legítimo presidente

“Não há mudança de postura e isso quer dizer que o México segue reconhecendo Nicolás Maduro como presidente. Ele é o presidente democraticamente eleito”, disse o porta-voz da presidência mexicana, Jesús Ramírez Cuevas

Foto: Divulgação Ao contrário de Estados Unidos e Brasil, o governo do presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, manteve sua postura sobre a Venezuela e segue reconhecendo Nicolás Maduro como o legítimo presidente do país sul-americano. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (23) pelo porta-voz da presidência mexicana, Jesús Ramírez Cuevas. Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais “Não há mudança de postura e isso quer dizer que o México segue reconhecendo Nicolás Maduro como presidente. Ele é o presidente democraticamente eleito”, explicou, em breve declaração. Golpe O...

Foto: Divulgação

Ao contrário de Estados Unidos e Brasil, o governo do presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, manteve sua postura sobre a Venezuela e segue reconhecendo Nicolás Maduro como o legítimo presidente do país sul-americano.

A informação foi divulgada nesta quarta-feira (23) pelo porta-voz da presidência mexicana, Jesús Ramírez Cuevas.

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

“Não há mudança de postura e isso quer dizer que o México segue reconhecendo Nicolás Maduro como presidente. Ele é o presidente democraticamente eleito”, explicou, em breve declaração.

Golpe

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o brasileiro, Jair Bolsonaro, decidiram reconhecer o deputado Juan Guaidó, presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, como presidente interino do país. O parlamentar se autoproclamou chefe do Executivo do país horas antes durante um comício em Caracas.

Com informações da Agência EFE

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais