07 de fevereiro de 2019, 14h13

Governo populista da Itália se reúne com manifestantes franceses e França convoca embaixador

Vice-premiê italiano, Di Maio escreveu nas redes sociais: "O vento da mudança cruzou os Alpes". Di Maio compõe o governo populista de direita italiano junto com Matteo Salvini, um dos principais apoiadores de Jair Bolsonaro na Europa

Luigi Di Maio, com os "coletes amarelos", e Macron (Reprodução)
O encontro na segunda-feira (5) do vice-premiê italiano e chefe do Movimento 5 Estrelas (M5E), Luigi Di Maio, com membros dos “coletes amarelos”, que realizam protesto em território francês desde outubro passado, irritou o presidente Emmanuel Macron, que convocou o embaixador da França na Itália, depois do que ele considerou série de “declarações desmedidas” e de “ataques sem fundamento” e “sem precedentes” de dirigentes do governo populista de direta italiano. “Há vários meses, a França tem sido alvo de repetidas acusações, ataques infundados, declarações ultrajantes que todo mundo conhece e pode ter em mente”, disse, em comunicado, a porta-voz do...

O encontro na segunda-feira (5) do vice-premiê italiano e chefe do Movimento 5 Estrelas (M5E), Luigi Di Maio, com membros dos “coletes amarelos”, que realizam protesto em território francês desde outubro passado, irritou o presidente Emmanuel Macron, que convocou o embaixador da França na Itália, depois do que ele considerou série de “declarações desmedidas” e de “ataques sem fundamento” e “sem precedentes” de dirigentes do governo populista de direta italiano.

“Há vários meses, a França tem sido alvo de repetidas acusações, ataques infundados, declarações ultrajantes que todo mundo conhece e pode ter em mente”, disse, em comunicado, a porta-voz do ministério, Agnès von der Mühll.

“Isso é sem precedentes, desde o fim da guerra (…) A última interferência é uma provocação adicional e inaceitável”, acrescentou.

Luigi di Maio é chefe do Movimento 5 Estrelas (M5E), que se uniu ao movimento de ultra direita, Liga, de Matteo Salvini, para formar o governo populista  da Itália. Salvini é um dos principais apoiadores do governo Jair Bolsonaro na Europa e articulador da aliança ultraliberal O Movimento, de Steve Bannon.

Após a reunião com os “coletes amarelos”, Di Maio escreveu nas redes sociais: “O vento da mudança cruzou os Alpes”, referindo-se ao movimento francês, que tem entre seus seguidores simpatizantes da extrema direita. Embora profundamente divididos, continuam se manifestando todos os sábados, há 12 semanas, em várias cidades francesas.


Com informações da Folha de S.Paulo e da Agência Ansa

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.