Imprensa livre e independente
12 de dezembro de 2018, 12h16

Grupo dono da Marlboro compra 45% de fabricante de Maconha legal do Canadá

Grupo norte-americano Altria, que entre suas marcas mais populares controla os cigarros Marlboro, desembolsou US$ 1,8 bilhão (o equivalente a R$ 8 bilhões) para comprar 45% da empresa canadense Cronos.

Montagem
Reportagem do jornal El País afirma que o Grupo norte-americano Altria, que entre suas marcas mais populares controla os cigarros Marlboro, desembolsou US$ 1,8 bilhão (o equivalente a R$ 8 bilhões) para comprar 45% da empresa canadense Cronos, fabricante legal de maconha. Segundo a reportagem, a aquisição pode marcar o começo de uma nova indústria à medida que o consumo da cannabis seja regulamentado. No ano passado, a fabricante do Marlboro faturou US$ 25,6 bilhões em todo o mundo. Atualmente, a Atria – empresa matriz da Philip Morris – controla 45% das vendas de cigarros nos EUA. E, ao mesmo...

Reportagem do jornal El País afirma que o Grupo norte-americano Altria, que entre suas marcas mais populares controla os cigarros Marlboro, desembolsou US$ 1,8 bilhão (o equivalente a R$ 8 bilhões) para comprar 45% da empresa canadense Cronos, fabricante legal de maconha.

Segundo a reportagem, a aquisição pode marcar o começo de uma nova indústria à medida que o consumo da cannabis seja regulamentado. No ano passado, a fabricante do Marlboro faturou US$ 25,6 bilhões em todo o mundo.

Atualmente, a Atria – empresa matriz da Philip Morris – controla 45% das vendas de cigarros nos EUA. E, ao mesmo tempo, pensa no futuro ao controlar a maconha, produto fadado a substituir o tabaco.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

A empresa levará à Cronos sua experiência de comercialização do tabaco, um fator que pode ser importante quando, num futuro não tão longínquo, a comercialização da maconha começar a ser padronizada em escala global.

Veja também:  “Bolsonaro é como o imperador Nero: incendeia todo o país”, afirma Lula

O mercado da maconha é atualmente estimado em seis bilhões de dólares, com a previsão de chegar aos 10 bilhões nos próximos anos, à medida que mais Estados do país aprovam seu consumo para fins medicinais e recreativos.

O Canadá autorizou há dois meses o consumo recreativo da cannabis. Howard Willard, executivo-chefe da Altria, observa que o investimento na Cronos “representa uma nova e estimulante oportunidade de crescimento” para a companhia, porque lhe permite se posicionar desde o começo em um “setor global emergente”, que crescerá “rapidamente durante a próxima década”.

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum