Imprensa livre e independente
22 de outubro de 2018, 13h39

Haddad desmente deputado ligado a Bolsonaro: “Bíblia foi furtada de nosso palanque”

De acordo com Haddad, um deputado ligado a Jair Bolsonaro (PSL) apareceu com o livro e mentiu, dizendo que “encontrou essa Bíblia no lixo”. Veja aqui o vídeo

Foto: Reprodução
O candidato à presidência, Fernando Haddad, publicou vídeo em suas redes sociais, nesta segunda-feira (22), onde denuncia o furto de uma Bíblia, em Fortaleza (CE), que ele havia recebido de presente e pediu para a sua esposa, Estela Haddad, guardar. De acordo com o candidato, um deputado ligado a Jair Bolsonaro (PSL) apareceu com o livro e mentiu, dizendo que “encontrou essa Bíblia no lixo”. “Um presente que me foi dado, uma Bíblia Sagrada, que eu dei para a Estela colocar dentro de uma sacola, foi furtada. Nós imaginávamos que estava na mão de algum militante. Estávamos ligando pra todo...

O candidato à presidência, Fernando Haddad, publicou vídeo em suas redes sociais, nesta segunda-feira (22), onde denuncia o furto de uma Bíblia, em Fortaleza (CE), que ele havia recebido de presente e pediu para a sua esposa, Estela Haddad, guardar.

De acordo com o candidato, um deputado ligado a Jair Bolsonaro (PSL) apareceu com o livro e mentiu, dizendo que “encontrou essa Bíblia no lixo”.

“Um presente que me foi dado, uma Bíblia Sagrada, que eu dei para a Estela colocar dentro de uma sacola, foi furtada. Nós imaginávamos que estava na mão de algum militante. Estávamos ligando pra todo mundo pra ir atrás. Eis que essa Bíblia apareceu na mão de um deputado do Bolsonaro, que mentiu e disse que encontrou essa Bíblia no lixo, no chão.”

Haddad disse ainda que a Bíblia foi furtada “do nosso comício”. Ele também alertou que “um celular de um assessor de imprensa também foi furtado, no mesmo dia, no mesmo palanque”, disse.

“Não, ela foi furtada do palanque do nosso comício. Um celular de um assessor de imprensa também foi furtado, no mesmo dia, no mesmo palanque. Atenção pra produção de fake news. Esse povo joga muito sujo. Muito pesado. O Nordeste vai ser, nesta semana, bombardeado com WhattsApp pago com dinheiro sujo, dinheiro de caixa dois. Não se deixe iludir.”

Veja também:  Nos EUA, ao lado de Bolsonaro, Guedes fala em fusão entre Banco do Brasil e Bank of America

 

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum