Imprensa livre e independente
24 de setembro de 2018, 18h47

Haddad foi o único que cresceu acima da margem de erro em todos os estados

As pesquisas Ibope feitas nos estados e divulgada nos últimos dias mostram curva ascendente de Haddad em todos os estados da federação. Até o momento, o petista lidera em 7 estados; Bolsonaro, em 13

Reprodução/Facebook
Entre os dias 17 e 21 de setembro o Ibope divulgou, além das pesquisas para os governos dos estados e Senado, estudos sobre as intenções de voto para a presidência em cada uma das unidades da federação. O último levantamento apontou, em comparação com a série histórica, que o candidato Fernando Haddad (PT) foi o candidato que mais cresceu e o único que aumentou sua porcentagem de intenções de voto acima da margem de erro em todos os estados do país, além do Distrito Federal. Jair Bolsonaro (PSL), que vem liderando as pesquisas, apenas oscilou dentro da margem de erro,...

Entre os dias 17 e 21 de setembro o Ibope divulgou, além das pesquisas para os governos dos estados e Senado, estudos sobre as intenções de voto para a presidência em cada uma das unidades da federação. O último levantamento apontou, em comparação com a série histórica, que o candidato Fernando Haddad (PT) foi o candidato que mais cresceu e o único que aumentou sua porcentagem de intenções de voto acima da margem de erro em todos os estados do país, além do Distrito Federal.

Jair Bolsonaro (PSL), que vem liderando as pesquisas, apenas oscilou dentro da margem de erro, assim como os demais candidatos – com exceção de Marina Silva (Rede), que foi a que mais apresentou queda para além da margem de erro.

Até o momento, Bolsonaro lidera a corrida presidencial no Distrito Federal e em 13 estados: Acre, Amapá, Amazonas, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo. Fernando Haddad, por sua vez, lidera em 7 estados: Rio Grande do Norte, Alagoas, Piauí, Sergipe, Maranhão, Paraíba e Bahia.

Veja também:  Greve Geral: Mulheres se somam às vozes das ruas - Por Juliana Cardoso

Em alguns estados o candidato do PT, depois que foi apresentado como o cabeça de chapa, substituindo o ex-presidente Lula, subiu mais de vinte pontos entre agosto e setembro. No Maranhão, por exemplo, Haddad tinha 4% no levantamento de agosto e foi para 36% na pesquisa de setembro. Foi o que aconteceu em quase todos os estados do Nordeste. Em outras unidades da federação que Haddad ainda não lidera, ele foi o candidato que mais apresentou crescimento.

A íntegra da série histórica do Ibope nos estados está disponível nesta matéria do G1, site da emissora que contratou os últimos levantamentos.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum