17 de janeiro de 2019, 17h09

Haddad ironiza pedido de Flávio Bolsonaro a Fux: “O Jr. deu uma fraquejada”

Ex-prefeito de São Paulo faz referência à expressão utilizada por Jair Bolsonaro para ‘explicar’ porque tinha sido pai de uma menina, após ter tido quatro homens

Foto: Agência Brasil Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo, usou seu perfil no Twitter, nesta quinta-feira (17), para ironizar o pedido feito pela defesa de Flávio Bolsonaro para que o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendesse as investigações contra Fabrício Queiroz, seu ex-assessor. A solicitação foi aceita. “O Jr. deu uma fraquejada”, escreveu Haddad, em referência à expressão utilizada por Jair Bolsonaro para ‘explicar’ porque tinha sido pai de uma menina, após ter tido quatro homens. O Jr. deu uma fraquejada: Flávio Bolsonaro pede, e STF suspende investigação sobre Queiroz https://t.co/fd5fqKYVQh via @UOLNoticias @UOL — Fernando Haddad...

Foto: Agência Brasil

Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo, usou seu perfil no Twitter, nesta quinta-feira (17), para ironizar o pedido feito pela defesa de Flávio Bolsonaro para que o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendesse as investigações contra Fabrício Queiroz, seu ex-assessor. A solicitação foi aceita.

“O Jr. deu uma fraquejada”, escreveu Haddad, em referência à expressão utilizada por Jair Bolsonaro para ‘explicar’ porque tinha sido pai de uma menina, após ter tido quatro homens.


Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

O caso

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), divulgou nesta quinta comunicado informando a suspensão do procedimento investigatório, que apura movimentações financeiras atípicas de Fabricio Queiroz.

A decisão liminar (caráter provisório) foi tomada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, a partir de reclamação de Flávio Bolsonaro (PSL/RJ).

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais