Imprensa livre e independente
17 de fevereiro de 2019, 20h56

Haddad lacrador: Bolsonaros vão mudar o sobrenome para Queiroz?

“Tudo leva a crer que a família, em seguida, abandonará o próprio sobrenome e adotará outro, ainda desconhecido. Queiroz?”, questionou o petista, com bom humor

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
As frequentes crises envolvendo o primeiro escalão do governo e a família de Jair Bolsonaro tem provocado reações, especialmente de políticos do campo progressista. A mais nova e grave se relaciona às candidaturas laranjas. Com o tradicional bom humor usado em suas redes sociais, Fernando Haddad (PT), ex-prefeito de São Paulo e candidato a presidente em 2018, usou o Twitter para ironizar as articulações da família Bolsonaro para deixar o PSL e ingressar na nova UDN, partido que está sendo criado. “Queiroz: Em virtude da descoberta do laranjal do PSL, clã Bolsonaro negocia abandonar partido e migrar para nova UDN....

As frequentes crises envolvendo o primeiro escalão do governo e a família de Jair Bolsonaro tem provocado reações, especialmente de políticos do campo progressista. A mais nova e grave se relaciona às candidaturas laranjas.

Com o tradicional bom humor usado em suas redes sociais, Fernando Haddad (PT), ex-prefeito de São Paulo e candidato a presidente em 2018, usou o Twitter para ironizar as articulações da família Bolsonaro para deixar o PSL e ingressar na nova UDN, partido que está sendo criado.

“Queiroz: Em virtude da descoberta do laranjal do PSL, clã Bolsonaro negocia abandonar partido e migrar para nova UDN. Tudo leva a crer que a família, em seguida, abandonará o próprio sobrenome e adotará outro, ainda desconhecido. Queiroz?”, questionou.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Veja também:  Moro desmente Bolsonaro sobre cargo no STF e diz que não estabeleceu condições para assumir ministério

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum