Imprensa livre e independente
26 de outubro de 2018, 22h06

Haddad questiona isonomia da Globo por não entrevistá-lo em dia de debate

Bolsonaro se recusou a participar do debate que seria realizado hoje e a Globo, diferentemente do que fez no DF, onde um candidato também faltou ao debate, não convidou Haddad para uma entrevista; "Será que a Globo quer ajudar o Bolsonaro?"

Reprodução/TVE
O candidato à presidência pelo PT, Fernando Haddad, questionou a isonomia da TV Globo por não ter o convidado para uma entrevista diante do fato de que Jair Bolsonaro (PSL) se recusou a participar do debate que seria realizado nesta sexta-feira (26). Em uma sabatina promovida pela TVE Bahia, o petista chamou a atenção para o fato de que em alguns estados, como o DF, em que um dos candidatos faltou ao debate, a emissora fez entrevistas como o adversário que compareceu. Por que não se adotou o mesmo procedimento do Distrito Federal? A Rede Globo tem um peso no...

O candidato à presidência pelo PT, Fernando Haddad, questionou a isonomia da TV Globo por não ter o convidado para uma entrevista diante do fato de que Jair Bolsonaro (PSL) se recusou a participar do debate que seria realizado nesta sexta-feira (26). Em uma sabatina promovida pela TVE Bahia, o petista chamou a atenção para o fato de que em alguns estados, como o DF, em que um dos candidatos faltou ao debate, a emissora fez entrevistas como o adversário que compareceu.

Por que não se adotou o mesmo procedimento do Distrito Federal? A Rede Globo tem um peso no Distrito Federal e outro para a eleição nacional? Será que a Rede globo quer prejudicar o Ibaneis [candidato ao governo do DF que faltou ao debate] e ajudar o Bolsonaro?”, questionou ao candidato depois de informar que sua campanha questionou a atitude da emissora no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que, segundo ele, achou o procedimento “normal”.

O petista também rebateu as críticas sobre o ex-presidente Lula também não ter ido a um debate de primeiro turno em 2006.  “O Lula quando não participou de um debate no primeiro turno ficou uma cadeira vazia com o nome dele. Por que não se adotou o mesmo procedimento agora?”, lembrou.

Veja também:  O perigo bonapartista continua presente

Leia também
Haddad: “Bolsonaro é um miliciano que não tem coragem de enfrentar um debate”

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum