27 de agosto de 2018, 14h58

Haddad visita Lula e fala sobre registro da candidatura pelo TSE

"Estamos no aguardo do TSE, acreditamos que os tratados internacionais serão respeitados pelas instituições brasileiras e Lula será candidato", disse Haddad.

20/09/2016- São Paulo- SP, Brasil- O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva junto com o prefeito de São Paulo, Fernando Hadaad (PT-SP), no Instituto Lula. Foto: Ricardo Stuckert
Após visitar o ex-presidente Lula em Curitiba, o candidato a vice na chapa do PT, Fernando Haddad, falou sobre o registro da candidatura no Tribunal Superior Eleitoral: “Estamos no aguardo do TSE, acreditamos que os tratados internacionais serão respeitados pelas instituições brasileiras e estamos fazendo um levantamento do posicionamento dos ministros do STF sobre esses tratados”, disse Haddad. “Tratados internacionais tem força de lei nacional quando aprovados pelo Congresso do país. O tratado que ampara a candidatura Lula foi aprovado pelo Congresso brasileiro”, complementou Haddad, durante entrevista concedida em Curitiba. De acordo com Haddad, a ideia é ter uma “salvaguarda...

Após visitar o ex-presidente Lula em Curitiba, o candidato a vice na chapa do PT, Fernando Haddad, falou sobre o registro da candidatura no Tribunal Superior Eleitoral: “Estamos no aguardo do TSE, acreditamos que os tratados internacionais serão respeitados pelas instituições brasileiras e estamos fazendo um levantamento do posicionamento dos ministros do STF sobre esses tratados”, disse Haddad.

“Tratados internacionais tem força de lei nacional quando aprovados pelo Congresso do país. O tratado que ampara a candidatura Lula foi aprovado pelo Congresso brasileiro”, complementou Haddad, durante entrevista concedida em Curitiba.

De acordo com Haddad, a ideia é ter uma “salvaguarda jurídica” caso o TSE decida pela impugnação da candidatura do ex-presidente Lula. Segundo o ex-prefeito de São Paulo, a defesa de Lula pretende apresentar recurso ao TSE na próxima quinta-feira (30).

Ainda no encontro com a imprensa após a visita a Lula, a presidenta do PT, a senadora paranaense Gleisi Hoffmann, ressaltou que o ex-presidente estará na estreia da propaganda eleitoral do PT, que estreia dia 31/08: “O presidente está animado e mandará uma mensagem ao povo brasileiro na propaganda eleitoral”, disse Gleisi.