Imprensa livre e independente
19 de setembro de 2016, 13h02

Homem é executado a tiros no aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre

Crime aconteceu no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto alegre. Testemunhas afirmam ter escutado pelo menos 10 tiros.

Crime aconteceu durante a manhã desta segunda-feira (19) no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto alegre. Testemunhas afirmam ter escutado pelo menos 10 tiros. Por Redação Na manhã desta segunda-feira (19), Marlon Roldão, de 18 anos, foi morto a tiros no saguão do Terminal 2 do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre (RS). A execução aconteceu por volta das 11h e o local estava cheio devido à espera de jornalistas e torcedores pelo novo treinador do Grêmio, Renato Portaluppo. Dois homens entraram no saguão e dispararam, de acordo com transeuntes e funcionários do aeroporto, cerca de 10 tiros contra...

Crime aconteceu durante a manhã desta segunda-feira (19) no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto alegre. Testemunhas afirmam ter escutado pelo menos 10 tiros.

Por Redação

Na manhã desta segunda-feira (19), Marlon Roldão, de 18 anos, foi morto a tiros no saguão do Terminal 2 do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre (RS). A execução aconteceu por volta das 11h e o local estava cheio devido à espera de jornalistas e torcedores pelo novo treinador do Grêmio, Renato Portaluppo.

Dois homens entraram no saguão e dispararam, de acordo com transeuntes e funcionários do aeroporto, cerca de 10 tiros contra o jovem e fugiram em um Chevrolet Cobalt, de cor prata. O jovem, que estava com familiares, foi ao aeroporto aguardar a chegada de um amigo. O pai de Marlon prestou depoimento na delegacia do aeroporto.

A assessoria da Infraero afirmou, em nota, que as atividades do aeroporto não foram paralisadas e que irá colaborar com as investigações da polícia. O local foi isolado para o trabalho da perícia.

Veja também:  Olavo de Carvalho desafia ministros do STF

Foto: Reprodução do Twitter da Perícia Criminal RS

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum