Imprensa livre e independente
14 de fevereiro de 2019, 17h46

Idade mínima de aposentadoria será de 65 anos para homens e 62 para mulheres, diz secretário da Previdência

Período de transição previsto é de 12 anos; Jair Bolsonaro decidiu em encontro com ministros, de acordo com Rogério Marinho

Foto: Agência Brasil
Rogério Marinho, secretário de Previdência Social, afirmou que a proposta do governo de reforma da Previdência Social vai indicar idade mínima de aposentadoria de 65 anos para homens e de 62 anos para mulheres, ao final de um período de 12 anos de transição, de acordo com informações de Guilherme Mazui e Gustavo Garcia, do G1. Conforme Marinho, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC), que será enviada ao Congresso Nacional na quarta-feira (20), será assinada por Jair Bolsonaro nesta mesma data. O presidente tomou “a decisão final”, ainda segundo Marinho, durante reunião, na tarde desta quinta (14), no Palácio da...

Rogério Marinho, secretário de Previdência Social, afirmou que a proposta do governo de reforma da Previdência Social vai indicar idade mínima de aposentadoria de 65 anos para homens e de 62 anos para mulheres, ao final de um período de 12 anos de transição, de acordo com informações de Guilherme Mazui e Gustavo Garcia, do G1.

Conforme Marinho, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC), que será enviada ao Congresso Nacional na quarta-feira (20), será assinada por Jair Bolsonaro nesta mesma data.

O presidente tomou “a decisão final”, ainda segundo Marinho, durante reunião, na tarde desta quinta (14), no Palácio da Alvorada, com os ministros Paulo Guedes (Economia), Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Carlos Alberto dos Santos Cruz (Secretaria de Governo).

“Hoje o presidente diante das informações que recebeu tomou a decisão final. O texto está pronto”, declarou o secretário.

Marinho informou que Bolsonaro pediu que fossem divulgadas somente “algumas” informações. O teor completo da proposta será anunciado no dia 20.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Veja também:  Manifestações começam pelo Twitter na semana em que Bolsonaro pretende ir ao Nordeste

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum