17 de maio de 2018, 18h26

Instituto Lula promoverá cursos e palestras a distância para arrecadar recursos

Segundo a coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, instituição está com as contas bloqueadas e a ideia é pagar despesas imediatas

A filósofa Marilena Chauí é uma das profissionais que podem participar de palestras e cursos no Instituto ula – Foto: Reprodução/YouTube

De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, o Instituto Lula, que está com suas contas bloqueadas, deve começar a organizar cursos de políticas públicas a distância como forma de arrecadar recursos para pagar despesas imediatas. A iniciativa surgiu em consequência de a instituição estar com suas contas bloqueadas.

A ideia é que pessoas como o sociólogo e cientista político Emir Sader, a filósofa Marilena Chauí e a economista Tereza Campello deem aulas-tema para os inscritos via internet.