Segunda Tela

07 de julho de 2017, 16h04

Internautas antipetistas xingam Dilma por frase em latim que não entenderam

A ex-presidenta, pelo Twitter, ironizou Michel Temer com uma frase em latim, a mesma utilizada pelo peemedebista na carta que enviou à Dilma em 2015. Ignorantes, internautas xingaram a petista de “burra” justamente por terem sido eles, na verdade, que não entenderam nada e estão passando vergonha. Confira 

Por Redação 

A ex-presidenta Dilma Rousseff ironizou pelo Twitter, nesta sexta-feira (7), a possibilidade cada vez maior de Michel Temer cair pelas denúncias de corrupção e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que até então era seu aliado, assumir a presidência. Dilma classificou a situação como “farsa das elites”, citando Marx.

“Desde Marx sabemos: a história se repete, a primeira vez c/o tragédia e a segunda c/o farsa. Golpe 2016: tragédia. 2017: farsa das elites”, tuitou.

Em outro tweet, Dilma ironizou ainda mais Michel Temer ao utilizar a mesma frase em latim escrita por ele na carta de 2015 em que ele rompe oficialmente com a petista, no início das articulações pelo impeachment.

“Em vez de carta Twitter; verba volant scripta manent!”, escreveu Dilma. Em tradução livre, a frase em latim citada significa “as palavras voam, os escritos permanecem”.

Veja também:  Haddad convoca para manifestações: “amanhã é dia de começar a salvar o país destes lunáticos”

Muitos internautas antipetistas, no entanto, não entenderam o recado e, em uma reação claramente seletiva – ninguém xingou Temer quando ele utilizou a frase -, começaram a chamar Dilma de “burra”, “jênia” e de outros apelidos pejorativos. Para esses internautas, Dilma escreveu alguma coisa errado, ou tuitou sem querer. A verdade é que o fato de xingarem a ex-presidenta sem sequer comentar o conteúdo da frase mostra que eles, na verdade, é que são “jênios” e não entenderam nada do que está escrito e, o pior, não se deram ao trabalho sequer de abrir uma nova aba e digitar a frase no Google.

Confira as reações.

 

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum