Imprensa livre e independente
21 de maio de 2018, 15h06

“Invadiu é chumbo”, diz Bolsonaro sobre MST e MTST

“Aos poucos a população vai entendendo que é melhor menos direitos e emprego do que todos os direitos e desemprego”, disse também o pré-candidato

O presidenciável Jair Bolsonaro disse, em evento na Associação Comercial do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (21), que tanto o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) quanto Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) são “marginais que devem ser tratados como terroristas”. “A propriedade privada é sagrada. Temos que tipificar como terroristas as ações desses marginais. Invadiu? É chumbo!” Ele defendeu ainda o uso de “lança-chamas” em ações contra esses grupos. O público deu risada. No evento, com uma plateia de cerca de 300 empresários – que pagaram R$ 180 (associados) e R$ 220 (não associados) para ouvi-lo –, Bolsonaro...

O presidenciável Jair Bolsonaro disse, em evento na Associação Comercial do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (21), que tanto o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) quanto Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) são “marginais que devem ser tratados como terroristas”.

“A propriedade privada é sagrada. Temos que tipificar como terroristas as ações desses marginais. Invadiu? É chumbo!” Ele defendeu ainda o uso de “lança-chamas” em ações contra esses grupos. O público deu risada.

No evento, com uma plateia de cerca de 300 empresários – que pagaram R$ 180 (associados) e R$ 220 (não associados) para ouvi-lo –, Bolsonaro também defendeu flexibilização das leis trabalhistas como forma de reduzir o desemprego. “Aos poucos a população vai entendendo que é melhor menos direitos e emprego do que todos os direitos e desemprego”, disse.

Além disso, o pré-candidato voltou a defender também o armamento da população. “A questão da violência se combate em alguns casos com mais violência ainda. Quem achar que eu estou errado, tem muito candidato politicamente correto, que está aí defendendo direitos humanos para essa gente, defendendo audiência de custódia. Eu não quero que ninguém sofra, mas cadeia existe para tirar essa gente da rua. Temos que acabar com a figura do ‘excesso’ (policial)”.

Veja também:  Após ameaças, Bolsonaro manda milícia digital cobrar senadores sobre decreto das armas

Com informações do Estadão

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum