21 de maio de 2018, 19h39

Ironia: Jornal Nacional trata eleição onde tem líder da oposição preso como fraude

O Jornal Nacional buscou "especialistas" para dizer que as eleições na Venezuela não têm legitimidade pelo fato de que líderes da oposição estão presos mas internautas não perdoaram, lembrando que a emissora legitima um processo eleitoral no Brasil com Lula preso

Reprodução/TV Globo

Por Jornal GGN

A internet não perdoou a reportagem do Jornal Nacional sobre o fechamento da fronteira com o Brasil pela Venezuela, por conta da eleição. Em pouco mais de dois minutos, a matéria do JN colheu elementos para cravar que o processo eleitoral – que rendeu vitória a Maduro – é uma fraude. Entre os motivos está a opinião de “analistas e organismos internacionais” que acham que “com líderes da oposição presos e candidaturas cassadas, fica difícil acreditar nas urnas.”

“A desconfiança não é só dos venezuelanos que fugiram da crise. Analistas e organismos internacionais olham com desconfiança as eleições de amanhã e muitos nem reconhecem a legitimidade do processo. Com líderes da oposição presos e candidaturas cassadas, fica difícil acreditar nas urnas”, disse a repórter do JN.

Continue lendo no Jornal GGN