Seja Sócio Fórum
20 de dezembro de 2017, 11h34

Itamaraty exonera diplomata acusado de bater em namorada

Há até uma campanha de financiamento coletivo para tentar arrecadar R$ 60 mil para custear o tratamento da vítima, que perdeu um dente durante o episódio

Há até uma campanha de financiamento coletivo para tentar arrecadar R$ 60 mil para custear o tratamento da vítima, que perdeu um dente durante o episódio Da Redação* A coluna de Lauro Jardim informa que o Itamaraty resolveu exonerar o diplomata Renato de Ávila Viana, primeiro-secretário, do cargo de assessor técnico da Subsecretaria-Geral de África e do Oriente Médio. A decisão foi publicada hoje no Diário Oficial. Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais. Viana, 41 anos, foi acusado por sua então namorada de tê-la espancado. Há até uma campanha de financiamento coletivo...

Há até uma campanha de financiamento coletivo para tentar arrecadar R$ 60 mil para custear o tratamento da vítima, que perdeu um dente durante o episódio

Da Redação*

A coluna de Lauro Jardim informa que o Itamaraty resolveu exonerar o diplomata Renato de Ávila Viana, primeiro-secretário, do cargo de assessor técnico da Subsecretaria-Geral de África e do Oriente Médio. A decisão foi publicada hoje no Diário Oficial.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

Resultado de imagem para Renato de Ávila Viana,

Viana, 41 anos, foi acusado por sua então namorada de tê-la espancado. Há até uma campanha de financiamento coletivo virtual, no site Kikante, para tentar arrecadar R$ 60 mil para custear o tratamento da vítima, que perdeu um dente durante o episódio.

Por enquanto, Viana, que já foi alvo de outras acusações de agressão, foi afastado do seu cargo. Mas corre um processo no Ministério das Relações Exteriores que pode resultar em sua exclusão dos quadros do Itamaraty.

*Com informações da coluna de Lauro Jardim

Foto: Facebook

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum