ASSISTA
16 de julho de 2014, 17h04

Jandira Feghali defende a Palestina e manda Bolsonaro se calar

A deputada federal do PCdoB-RJ foi interrompida por Jair Bolsonaro (PP-RJ) enquanto discursava contra o genocídio sionista na Faixa de Gaza

A deputada federal do PCdoB-RJ foi interrompida por Jair Bolsonaro (PP-RJ) enquanto discursava contra os ataques de Israel na Faixa de Gaza

Por Redação

Nesta terça-feira (15), Jandira Feghali (PCdoB-RJ) discursou contra os ataques promovidos pelo Estado de Israel na Faixa de Gaza. A deputada federal estava acompanhada por outros colegas na Câmara, que manifestavam sua indignação aos recentes bombardeios da Palestina.

“A nossa contundência é contra a política sionista do Estado de Israel, que assassina de forma beligerante, com o apoio dos Estados Unidos, crianças, mulheres, idosas e população civil”, protestou Jandira. “Desde 1948 estão quase em cárcere privado. Sem direito de ir e vir, sem direito a voto, sem acesso à saúde, separados por um muro”.

Pouco depois, Jair Bolsonaro (PP-RJ) a interrompe dizendo “abaixo o terrorismo da Palestina”. Como resposta, Jandira manda o deputado se calar. “Como representante dos torturadores, ele deve respeitar a voz da liderança do PCdoB”, afirma.

Assista ao vídeo:

(Foto de capa: José Cruz/Agência Brasil)