Imprensa livre e independente
20 de abril de 2017, 11h49

Janot pede que goleiro Bruno volte à prisão

Procurador-geral da República encaminhou um parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) solicitando a revogação do habeas corpus concedido ao atleta Por Redação O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, encaminhou um parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) solicitando a revogação do habeas corpus concedido ao goleiro Bruno Fernandes em fevereiro pelo ministro Marco Aurélio Mello. Segundo Janot, o atleta teve um pedido de liberdade negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) antes da decisão do STF e não é permitido apresentar habeas corpus contra a definição tomada por outro ministro de tribunal superior. O caso agora tem como relator o ministro Alexandre de...

Procurador-geral da República encaminhou um parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) solicitando a revogação do habeas corpus concedido ao atleta

Por Redação

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, encaminhou um parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) solicitando a revogação do habeas corpus concedido ao goleiro Bruno Fernandes em fevereiro pelo ministro Marco Aurélio Mello.

Segundo Janot, o atleta teve um pedido de liberdade negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) antes da decisão do STF e não é permitido apresentar habeas corpus contra a definição tomada por outro ministro de tribunal superior.

O caso agora tem como relator o ministro Alexandre de Moraes e será analisado pela Primeira Turma do Tribunal na próxima terça-feira (25). Bruno foi condenado a 22 anos e três meses de prisão pela morte da ex-amante Eliza Samudio.

Ele ficou preso por quase 7 anos com o pedido da defesa para que recorresse em liberdade, já que não houve confirmação ainda da condenação na segunda instância.

Foto: Lúcio Adolfo/Divulgação

Veja também:  Confira lista de atos e categorias mobilizadas para a Greve Geral desta sexta (14)

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum