Seja Sócio Fórum
26 de março de 2019, 16h31

João Gilberto vence ação em segunda instância contra Universal Music

João acusou a gravadora de ter esvaziado o patrimônio da EMI para não ter que pagar o que lhe deve

Foto: Divulgação
O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro confirmou, nesta terça-feira (26), em segunda instância, a vitória do cantor e compositor João Gilberto sobre a Universal Music, por três votos a zero. A ação movida por João tinha como ré a EMI, hoje incorporada pela Universal Music. O cantor reclamava de direitos autorais não pagos pela gravadora desde 1964. De acordo com informações da coluna de Lauro Jardim, a EMI já fora condenada a pagar os royalties sobre seus discos — os três primeiros álbuns de João, “Chega de saudade” (1959), “O amor, o sorriso e a flor” (1960) e João Gilberto...

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro confirmou, nesta terça-feira (26), em segunda instância, a vitória do cantor e compositor João Gilberto sobre a Universal Music, por três votos a zero.

A ação movida por João tinha como ré a EMI, hoje incorporada pela Universal Music. O cantor reclamava de direitos autorais não pagos pela gravadora desde 1964.

De acordo com informações da coluna de Lauro Jardim, a EMI já fora condenada a pagar os royalties sobre seus discos — os três primeiros álbuns de João, “Chega de saudade” (1959), “O amor, o sorriso e a flor” (1960) e João Gilberto (1961).

Na ação atual, João acusou a Universal de ter esvaziado o patrimônio da EMI para não ter que pagar o que lhe deve.

Ainda cabe recurso à decisão no Supremo Tribunal de Justiça (STJ).

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum