Jornalista e professor da USP divulga celular de desembargador que mandou soltar Lula | Revista Fórum
08 de julho de 2018, 18h02

Jornalista e professor da USP divulga celular de desembargador que mandou soltar Lula

Mais cedo, o general da reserva, Paulo Chagas, convocou seus seguidores gaúchos a "conversar" com o desembargador Rogério Favreto; internautas interpretaram postagens como tentativas de intimidação

Foto: Reprodução/Twitter

O desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), Rogério Favreto, já está sendo alvo de intimidações nas redes sociais. Favreto concedeu neste domingo (8) um habeas corpus ao ex-presidente Lula e deu prazo para que a Polícia Federal solte o petista, preso há mais de dois meses em Curitiba. O prazo já venceu e Lula segue encarcerado de maneira ilegal.

Pelo Twitter, o jornalista e professor da Universidade de São Paulo, Claudio Tognolli, divulgou um número que seria o do celular de Favreto. Inúmeros internautas responderam ao tuíte do jornalista pedindo uma posição das autoridades pois, se o número for verdadeiro, sua divulgação poderia ser interpretada como tentativa de intimidação.

Quem também convocou seus seguidores a se rebelarem contra o desembargador foi o general da reserva Paulo Chagas. Também pelo Twitter, o militar postou: “O nome dele é Rogério Favreto, é um desembargador petralha, está de plantão no TRF4. Será fácil encontra-lo para manifestar-lhe, com a veemência cabível, a nossa opinião sobre ele e sua irresponsabilidade. Ele é mais um apaixonado pelo ladrão maior. Conversem com ele!!”.