Imprensa livre e independente
10 de janeiro de 2019, 20h36

José Eduardo Cardozo: “Se pensam que Lula está abatido, se enganam”

Ex-ministro da Justiça visitou o ex-presidente na superintendência da Polícia Federal em Curitiba e afirmou que encontrou Lula "disposto" e que saiu "impressionado". "Ele está com uma energia interior que só os grandes estadistas possuem"

Foto: Eduardo Matysiak
O ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo e o ex-chanceler Celso Amorim fizeram, na tarde desta quinta-feira (20), uma visita ao ex-presidente Lula na superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde o petista está preso desde abril do ano passado. Em conversa com militantes e imprensa na saída, Cardozo revelou que o ex-presidente se encontra em um “ótimo” estado de saúde e segue acompanhando, com preocupação, os rumos do país. “Fiquei muito impressionado. Ele com um estado de saúde muito bom. Eu estava preocupado com isso, pois faz tempo que não o vejo, mas ele está muito bem, com...

O ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo e o ex-chanceler Celso Amorim fizeram, na tarde desta quinta-feira (20), uma visita ao ex-presidente Lula na superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde o petista está preso desde abril do ano passado.

Em conversa com militantes e imprensa na saída, Cardozo revelou que o ex-presidente se encontra em um “ótimo” estado de saúde e segue acompanhando, com preocupação, os rumos do país.

“Fiquei muito impressionado. Ele com um estado de saúde muito bom. Eu estava preocupado com isso, pois faz tempo que não o vejo, mas ele está muito bem, com uma energia interior que só os grandes estadistas possuem”, afirmou.

De acordo com o ex-ministro, Lula está com “disposição para lutar e liderar”. “Se pensam que ele está abatido, se enganam. Pelo contrário, ele continua sendo o velho Lula guerreiro, que anima os militantes”, disse Cardozo, que foi acompanhado por um grito de “Lula guerreiro do povo brasileiro” dos militantes que acompanhavam seu relato.

Veja também:  Frente de dez partidos, entre eles PSDB e PT, funda movimento “Direitos Já” contra Bolsonaro

Celso Amorim, por sua vez, disse que conversou com o ex-presidente sobre a “realidade internacional” e deu a entender que a posse de Nicolás Maduro, na Venezuela, foi uma pauta da conversa, bem como a possibilidade do desmonte da Petrobras e da venda da Embraer à Boeing que pode ser encampada pelo novo governo.

“Lula sabe da importância de defender a soberania nacional e as empresas estatais como a Embraer a Petrobras. Ele sempre associa a defesa da democracia à defesa da soberania. Demonstrou também a preocupação com a não intervenção nos assuntos internos de outros países”, pontuou.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum