Imprensa livre e independente
17 de maio de 2018, 15h29

Jovem Pan apela e usa morte de LGBTs para fazer campanha bizarra

No Dia Internacional de Luta contra a LGBTfobia, rádio divulgou uma ação em que pergunta aos internautas e ouvintes qual seria a "última música" que pediriam caso fossem "a próxima vítima" da homofobia; reação do público foi negativa

A rádio Jovem Pan divulgou, nesta quinta-feira (17), Dia Internacional da Luta contra a LGBTfobia, uma ação para marcar a data, mas acabou apelando com um pedido bizarro e que soou ofensivo para muitos dos ouvintes e internautas que seguem a página da rádio nas redes sociais. A ação #MinhaÚltimaMúsica pergunta ao público qual a “última música” que pediriam caso fossem a “próxima vítima” da homofobia. A reação dos internautas diante da pergunta foi quase 100% negativa. “ Minha última música não irá tocar nessa ‘última rádio’ – NUNCA. Isso não é campanha afirmativa de nada – é um deboche...

A rádio Jovem Pan divulgou, nesta quinta-feira (17), Dia Internacional da Luta contra a LGBTfobia, uma ação para marcar a data, mas acabou apelando com um pedido bizarro e que soou ofensivo para muitos dos ouvintes e internautas que seguem a página da rádio nas redes sociais.

A ação #MinhaÚltimaMúsica pergunta ao público qual a “última música” que pediriam caso fossem a “próxima vítima” da homofobia.

A reação dos internautas diante da pergunta foi quase 100% negativa. “ Minha última música não irá tocar nessa ‘última rádio’ – NUNCA. Isso não é campanha afirmativa de nada – é um deboche na cara da sociedade e de todo movimento LGBT – que terrível”, comentou um internauta. “Que palhaçada essa campanha! A Rede Jovem Pan FM está prestando um verdadeiro desserviço, como de costume. Total falta de respeito com as/os familiares das vítimas, com a comunidade LGBT e, no limite, com todas as pessoas comprometidas com o combate à LGBTfobia. Lamentável!”, escreveu outro.

Confira a repercussão.

Veja também:  Rachel Sheherazade diz que foi enganada por Moro e Dallagnol: "Havia sim um projeto de poder político"; veja vídeo

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum