Imprensa livre e independente
19 de novembro de 2018, 18h30

Juiz torna Haddad réu por suposto pedido de dinheiro para quitar dívidas de campanha; petista nega

Em nota divulgada por sua assessoria, Haddad nega irregularidades e diz que acionará a Justiça para se defender."A denúncia é mais uma tentativa de reciclar a já conhecida e descredibilizada delação de Ricardo Pessoa".

Reprodução
O juiz Leonardo Barreiros, da 5ª Vara Criminal da Barra Funda, na capital paulista, instaurou uma ação penal ao aceitar denúncia do Ministério Público que acusa o ex-prefeito de São Paulo e candidato derrotado do PT na disputa presidencial, Fernando Haddad, de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em decorrência da delação premiada do empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC. Em nota divulgada por sua assessoria, Haddad nega irregularidades e diz que acionará a Justiça para se defender. Ele diz que a acusação é requentada. “A denúncia é mais uma tentativa de reciclar a já conhecida e descredibilizada delação de Ricardo...

O juiz Leonardo Barreiros, da 5ª Vara Criminal da Barra Funda, na capital paulista, instaurou uma ação penal ao aceitar denúncia do Ministério Público que acusa o ex-prefeito de São Paulo e candidato derrotado do PT na disputa presidencial, Fernando Haddad, de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em decorrência da delação premiada do empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC.

Em nota divulgada por sua assessoria, Haddad nega irregularidades e diz que acionará a Justiça para se defender. Ele diz que a acusação é requentada. “A denúncia é mais uma tentativa de reciclar a já conhecida e descredibilizada delação de Ricardo Pessoa”.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Segundo o MP, o petista teria pedido R$ 3 milhões para quitar dívidas de campanha. É a primeira vez que Haddad se torna réu em ação criminal. Ele já responde por ação de improbidade administrativa, por supostas irregularidades na construção de trechos de ciclovias em São Paulo.

Veja também:  Movimento "Direitos Já" busca isolar Bolsonaro e criar um novo espectro político de resistência

“Com o mesmo depoimento, sobre os mesmos fatos, de um delator cuja narrativa já foi afastada pelo STF (Supremo Tribunal Federal), o Ministério Público fez uma denúncia de caixa dois, uma denúncia de corrupção e uma de improbidade. Todas sem provas, fincadas apenas na desgastada palavra de Ricardo Pessoa, que teve seus interesses contrariados pelo então prefeito Fernando Haddad. Trata-se de abuso que será levado aos tribunais”, diz o comunicado do ex-prefeito.

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum